domingo, 31 de maio de 2015

Lembranças do passado


Eu me lembro do meu passado.
Eu me lembro bem às vezes parece ser torna real em minha vida.
Eu me lembro como fosse hoje, a primeira vez que a vir entrando na sala de aula.
Eu me lembro que pensei que nunca seriamos amigos.
Lembro-me do dia em que você me chamou para sair com a turma.
Era uma noite fria e você ficou abraçada comigo.
Lembro-me que com muita timidez voltei para casa.
Lembro-me que em casa só pensava com seria sentir o gosto dos seus lábios junto ao meu.
Lembro-me que na segunda feira à noite, com muita timidez perguntei a você se poderíamos ir embora juntos.
Lembro no brilho em seus olhos você suavemente disse: sim.
Lembro que fomos embora então houve nosso primeiro beijo.
Lembro-me de chegar em casa nesse dia tão alegre que não conseguir dormir.
Lembro-me que pensei em você a noite toda.
Lembro-me que só queria que a outra noite chegasse logo para pode ver você.
Lembro-me de ser tudo perfeito todos os dias.
Lembro-me que amava estar ao seu lado.
Lembro-me de ser tudo perfeito todos os dias.

Lembro-me que amava estar ao seu lado.
Era tudo tão perfeito.
Lembro-me que era tudo perfeito, ate escuta alguns amigos.
Lembro-me que conversamos aquela noite e tudo o que era lindo acabou.
Lembro-me depois deixa você e ir embora para casa, foi ai que sentir um aperto no coração.
Lembro-me depois tanta volta atrás.
Mas já estava tudo perdido.
Agora vivo só de lembranças de tudo que passou.
Agora vivo só de lembranças de tudo que passou.
Agora só vivo de lembranças...
Claudio Pacheco
Obs: Isto não e autobiográfico 
Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Tarde.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco
Caros (as) amigos (as) agradeço a visitas de vcs, esse blog sem fins lucrativos ou seja sem anúncios
Caso querem fazer uma doação fiquem a vontade
Abraços a todos
Claudio Pacheco
Banco Do Brasil
Agência:3858-x
Conta:8709-2
Nome: Claudio Luiz Pacheco

sábado, 30 de maio de 2015

Ruas de dor


Quando você esta sozinho.
Você começa a pensa sobre o futuro.
Porém na sua mente não vem nada...
Por que o futuro ainda não existe.
Nascemos e vamos construindo ele dia a dia.
E da um medo no fundo do coração.
Por que é futuro cheio de surpresas.
Nascemos num período meio difícil.
Vem na minha mente... Por que tanta guerra, morte, fome...
Não temos e menor idéia de como será o amanhã.
Só conseguimos sentir que será um amanhã de dor.
Eu não suporto, mas andar nessas ruas de dor.
Onde em cada rua que eu passo...
Vejo gente com dor, dor, dor, dor, Só vê dor, dor, dor.
Vejo gente com dor, dor, dor, dor, Só vê dor, dor, dor.
Vejo gente com dor, dor, dor, dor, Só vê dor, dor, dor.

Claudio Pacheco
Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Tarde.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco
Caros (as) amigos (as) agradeço a visitas de vcs, esse blog sem fins lucrativos ou seja sem anúncios
Caso querem fazer uma doação fiquem a vontade
Abraços a todos
Claudio Pacheco
Banco Do Brasil
Agência:3858-x
Conta:8709-2
Nome: Claudio Luiz Pacheco

segunda-feira, 25 de maio de 2015

VIBRAÇÕES


Quando você pensa sobre alguma coisa, um tipo particular de vibração o rodeia. Esta é a razão pela qual, às vezes, quando você está perto de uma determinada pessoa, você se sente triste sem nenhuma razão aparente. Por outro lado, na companhia de outra pessoa, você pode se sentir alegre de repente.

Os poderes da mente se desenvolvem mais e mais à medida que vamos para dentro, e se dissipam quando vamos para fora.

Até agora, os pensamentos não foram considerados como tendo uma existência física, mas é um fato que, quando você pensa um tipo particular de pensamento, as vibrações ao seu redor mudam de acordo.

É interessante notar que não apenas pensamentos mas até mesmo palavras têm as suas vibrações. Se você espalhar partículas de areia sobre um vidro plano e entoar AUM alto, o padrão causado pela vibração do som será diferente do padrão causado ao entoar RAM.

Você se surpreenderá em saber que quanto mais alto um insulto for proferido, mais feio é o padrão formado, e quanto mais bela a palavra, mais belo será o padrão da sua vibração. Assim, por milhares de anos foram feitas pesquisas para encontrar palavras que produzem belas vibrações e se considerou se o seu impacto era suficiente para bater no coração.

As palavras são pensamentos manifestados.

Entretanto, palavras não manifestadas também carregam uma ressonância e nós as chamamos de “pensamentos.” Quando você pensa sobre alguma coisa, um tipo particular de vibração o rodeia. É por isso que, às vezes, quando se está perto de uma determinada pessoa, você se sente triste por nenhuma razão aparente. Pode ser que esta pessoa não tenha emitido uma única palavra negativa, e talvez até ela esteja rindo e feliz de tê-lo encontrado.

Ainda assim, uma tristeza toma conta de você por dentro.

Por outro lado, na companhia de outra pessoa, você pode se sentir alegre de repente.

Você entra numa sala e pode sentir uma mudança repentina dentro de si.

Alguma coisa sagrada ou profana toma conta de você. Em alguns momentos, você está rodeado de paz e tranquilidade e, em outros, de inquietude. Você não consegue entender e se pergunta, “Eu estava me sentindo muito em paz. Por que essa inquietude de repente surgiu na minha mente?” Existem ondas de pensamento em todo o seu redor e elas continuam entrando em você durante as 24 horas.

Osho
Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Noite.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco
Caros (as) amigos (as) agradeço a visitas de vcs, esse blog sem fins lucrativos ou seja sem anúncios
Caso querem fazer uma doação fiquem a vontade
Abraços a todos
Claudio Pacheco
Banco Do Brasil
Agência:3858-x
Conta:8709-2
Nome: Claudio Luiz Pacheco

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Eu vou fica bem


Você entrou em minha mente como furacão.
Você me fez perde amizades de amigos que tinha como irmão.
Depois disso tudo você me deixou sozinho como se eu fosse uma porra de um cachorro.
Nem um cachorro merecia um tratamento desses.
Por que você fez isso comigo, eu não consigo entender.
Por que você fez isso comigo, eu não consigo entender.
Hoje meu pensamento e louco.
Não a espaço para ninguém em minha vida.
Tenho uma gaveta repleta de remédios controlados.
Os psiquiatras dizem que e só para controla as emoções.
Mas eu sei que isso e uma droga controlada para gente insana.
Uma gaveta que pode vira qualquer hora uma bomba.
Por que você fez isso comigo, eu não consigo entender.
Por que você fez isso comigo, eu não consigo entender.
Pelo menos com essas porra de remédio não penso, mas em você.
Por que você fez isso comigo, eu não consigo entender.
Por que você fez isso comigo, eu não consigo entender.
Mas eu sei que irei ficar bem.
Porém nunca mais irei deixar outra pessoa entra na minha mente e ferra com ela como fez.
Eu vou fica bem.
Eu vou fica bem.
Eu vou fica bem.
Claudio Pacheco
Este texto não e autobiográfico, Qualquer Semelhança e Mera Coincidência
Meus amigos (as) desejo a todos uma ótima Noite.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco
Caros (as) amigos (as) agradeço a visitas de vcs, esse blog sem fins lucrativos, ou seja, sem anúncios

Caso quer fazer uma doação fique a vontade
Abraços a todos
Claudio Pacheco
Banco Do Brasil
Agência: 3858-x
Conta: 8709-2
Nome: Claudio Luiz Pacheco


Viva, viva, viva, viva...


Viva, viva, viva, viva...

Estou cansado de ver você desperdiçando seu tempo com pessoas que não vale à pena.

Brincando por qualquer coisa.

Será que você não ver que a cada segundo que passa e menos um segundo aqui.

Por isso:

Viva, viva, viva, viva...

Viva, viva, viva, viva...

Se pelo menos você fizessem algo por você.

Mas  prefere  tomar conta da vida dos outros.

Será que você não percebe com hoje poderá ser seu ultimo dia aqui.

Por isso: Eu lhe digo.

Viva, viva, viva, viva...

Mas você nunca deu importância para o que lhe disse:

Meu telefone toca, vem uma péssima noticia.

Corro tomo um banho, e visto um terno preto.

Em meu percurso só me lembro que dizia  a você:

Viva, viva, viva, viva...

Viva, viva, viva, viva...

Viva, viva, viva, viva...

Viva, viva, viva, viva...

Eu paro com pressa numa floricultura.

E compro uma rosa vermelha.

Chego lá correndo, seu caixão esta descendo.

Só do tenho tempo de joga a rosa em seu caixão.

E dizer:

Agora?

Adeus...

Minha amiga.

Claudio Pacheco

Este texto não e auto biográfico, Qualquer Semelhança e Mera Coincidência
Meus amigos (as) desejo a todos um ótimo Dia.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco
Caros (as) amigos (as) agradeço a visitas de vcs, esse blog sem fins lucrativos, ou seja, sem anúncios
Caso quer fazer uma doação fique a vontade
Abraços a todos
Claudio Pacheco
Banco Do Brasil
Agência: 3858-x
Conta: 8709-2
Nome: Claudio Luiz Pacheco

Depeche Mode - Never let me down again - legendas pt - tradução

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Temos que seguir caminhos diferentes


Eu amei você, de uma forma que nenhum outro homem lhe amou.
A nossa historia foi longa.
Para tentar explicar agora.
Mas tentarei resumir em poucas palavras.
Você não sabe como foi difícil deixar você partir?
Uma vez meu Pai me ensinou que às vezes devemos perde algo para seguir em frente.
Você sempre me humilhando na frente de seus amigos.
Eu não sei o que fiz para merece isso.
Mas eu suportava tudo, por você?
Quando chegava em casa tentava achar uma explicação para isso.
Passava a noite em claro tentando achar uma explicação para isso tudo.
Finalmente achei uma explicação, mas dura que seja.
Você nunca me amou de verdade.
Você nunca me amou de verdade.
Você nunca me amou de verdade.
Agora você se deu conta do que perdeu.
Você me ligar e me disse: que esta sofrendo.
O Que você não sabe e que meu coração agora virou uma rocha.
Eu sinto muito, mas não sinto, mas amor por você.
Agora temos que seguir caminhos diferentes.
Agora temos que seguir caminhos diferentes.
Agora temos que seguir caminhos diferentes.

Claudio Pacheco.
Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Noite.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco
Caros (as) amigos (as) agradeço a visitas de vcs, esse blog sem fins lucrativos ou seja sem anúncios
Caso querem fazer uma doação fiquem a vontade
Abraços a todos
Claudio Pacheco
Banco Do Brasil
Agência:3858-x
Conta:8709-2
Nome: Claudio Luiz Pacheco

quarta-feira, 20 de maio de 2015

O mundo gira em torno do dinheiro


O dia esta começando.
Eu tenho que levantar.
E sair para fazer um bico, para garantir minha saída no final de semana.
Se eu não conseguir nada hoje, amanhã tento novamente.
Se ate sexta eu não conseguir a coisa fica feia.
O que eu não quero e passa mais um final de semana preso em meu quarto.
O mundo gira em torno do dinheiro.
O mundo gira em torno do dinheiro.
O mundo gira em torno do dinheiro.
O que eu não quero e passa mais um final de semana preso em meu quarto.

Claudio Pacheco
Meus amigos (as) desejo a todos um ótimo Dia.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco
Caros (as) amigos (as) agradeço a visitas de vcs, esse blog sem fins lucrativos, ou seja, sem anúncios
Caso quer fazer uma doação fique a vontade
Abraços a todos
Claudio Pacheco
Banco Do Brasil
Agência: 3858-x
Conta: 8709-2
Nome: Claudio Luiz Pacheco

terça-feira, 19 de maio de 2015

Ultima Chance


Eu sei que nunca fui um homem perfeito para você.
Eu sei que você merecia uma pessoa melhor em sua vida.
Eu sei que errei muito com você.
Porem quem não errar neste mundo.
Como meu coração dói.
Querida eu lhe penso uma chance.
Querida lhe penso uma chance, para lhe provar que sou um homem mudado.
Eu gostaria que você, estivesse agora ao meu lado.
Eu queria que você, estivesse ao meu lado, para ver com seus próprios olhos o homem, que me tornei graças a você.
Tudo que tenho agora  e um grande vazio no meu coração?
Hoje eu sei se você estivesse ao meu lado seria um homem completo.
Quando dói olhar nossos álbuns de fotografias, e vê que você não esta mas ao meu lado.
Tudo que lhe penso e uma chance, para lhe mostra que posso agora ser o homem da sua vida.
Querida lhe penso essa chance, não sei se conseguir viver sem você.
Querida sem você, em minha vida.
Tudo que restou foi apenas?
Fotografias.

Claudio Pacheco
Meus amigos (as) desejo a todos um ótimo Dia.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco
Caros (as) amigos (as) agradeço a visitas de vcs, esse blog sem fins lucrativos, ou seja, sem anúncios
Caso quer fazer uma doação fique a vontade
Abraços a todos
Claudio Pacheco
Banco Do Brasil
Agência: 3858-x
Conta: 8709-2
Nome: Claudio Luiz Pacheco

Eu tenho que ficar sozinho


Outra noite estou sozinho.
Meu coração chora lágrimas de sangue.
Mas você não esta nem ai para minha vida.
Eu não dei o carinho que você merecia.
Sempre dei mais atenção para meus colegas.
Eu fui um idiota de deixei você partir.
Então?
Fodas para mim, fodas para mim, fodas para mim.
Fodas para mim, fodas para mim, fodas para mim.
Fodasssssssssssssssssssssssssssssssssss.
Eu tenho que me conformar com isso.
E ficar sozinho, e aceita que você esta com outra pessoa.
Você não mentiu para mim, sobre seus sentimentos.
Eu que fui um tolo, que não notei que as coisas não estavam indo muito bem.
Eu tenho que ficar sozinho.
Eu tenho que ficar sozinho.
Eu tenho que ficar sozinho.
Sozinhoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo.
Claudio Pacheco

Obs: Isto não e auto biográfico
 Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Noite.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco
Caros (as) amigos (as) agradeço a visitas de vcs, esse blog sem fins lucrativos ou seja sem anúncios
Caso querem fazer uma doação fiquem a vontade
Abraços a todos
Claudio Pacheco
Banco Do Brasil
Agência:3858-x
Conta:8709-2
Nome: Claudio Luiz Pacheco

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Confie em você


Ola pessoal Bom dia
Hoje quero falar sobre o tema da confiança.
O que vejo nos dias atuais nas pessoas não e legal.
Vejo cada vez, mas sofrimento pessoas chorando por algo, seja que não tem Emprego o Namoro acabou o Casamento acabou.
Mas por que isso acontece com você agora.
Falta a confiança que você perdeu.
Mas quero que você saiba que a única pessoa capaz de mudar isso é você.
Como fazer isso... Não irei dizer que a fácil não por que na verdade e muito difícil.
Digo isso por que já passei por isso também.
Não tinha confiança em mim... Não tinha coragem... Eu era uma zero a esquerda, obs: Eu era.
Depois de lê muito sobre vários assuntos... A cada dia que passava ia ligando os pontos.
Então descobrir que existe um fabuloso universo que estar o meu favor.
Então comecei há crê cada dia, mas e, mas...
De repente comecei a ver o mundo com outros olhos.
Passei acorda de manhã e me olhar no espelho e dizer eu te amo.
O passo principal e  ter amor próprio.
O segundo passo e saber que o grande universo conspirar a seu favor creia.  Quanto você planta uma semente, ela necessita de água para viver.
O mesmo acontecer quanto você deixar o universo fluir em sua vida, ele esta trabalhando a seu favor.  Tudo o que você quer virar com seu tempo pode demora, mas vira.
Muitos no meio no caminho desistem... Por que nada aconteceu a culpa a sua. Quanto você   desiste. O universo parou também... E como a planta você não deu água ela morreu.
Porem você tem uma serie de desculpas, eu acreditei, mas minha vida continua vazia.
Volto dizer a culpa a sua.
O Terceiro passo e o mais importante, não e apenas crê e ficar em casa.
Você quer o emprego dos seus sonhos vai atrás, observe os sinais todos os dias.
Estes sinais irão guiar você... O universo faz a parte dele, mas você também tem que fazer a sua.
Então de agora em diante serei claro com você que esta lendo esse texto não e por acaso.
Então eu peço a você que sair dessa prisão e saia para vida.
Você e o senhor do seu mundo coloque em pratica e vença por que você tem o direito de ser um vencedor meu amigo(a)...
Eu confio em você.
E você confia em você?
Abraço ate o próximo texto.
Claudio Pacheco
Meus amigos (as) desejo a todos um ótimo Dia.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco
Caros (as) amigos (as) agradeço a visitas de vcs, esse blog sem fins lucrativos, ou seja, sem anúncios
Caso quer fazer uma doação fique a vontade
Abraços a todos
Claudio Pacheco
Banco Do Brasil
Agência: 3858-x
Conta: 8709-2
Nome: Claudio Luiz Pacheco

terça-feira, 5 de maio de 2015

SEMELHANTE ATRAI SEMELHANTE


Somente uma pessoa amorosa, aquela que realmente é amorosa; pode encontrar o parceiro certo.

Essa é minha observação: se você está infeliz você irá encontrar alguém também infeliz. Pessoas infelizes são atraídas pelas pessoas infelizes. E isso é bom, é natural. É bom que as pessoas infelizes não sejam atraídas pelas pessoas felizes; senão elas destruiriam a felicidade delas. Está perfeitamente bem.

Somente pessoas felizes são atraídas pelas pessoas felizes. O semelhante atrai o semelhante. Pessoas inteligentes são atraídas pelas pessoas inteligentes; pessoas estúpidas são atraídas pelas pessoas estúpidas.

Você encontra as pessoas do mesmo plano. Então a primeira coisa a lembrar é: um relacionamento está fadado a ser amargo se este surgiu da infelicidade.

Primeiro seja feliz, seja alegre, seja festivo e então você encontrará alguma outra alma festiva e haverá um encontro de duas almas dançantes e uma grande dança irá surgir disso.

Não peça por um relacionamento a partir da solitude, não. Assim você estará indo na direção errada. Então o outro será usado como um meio e o outro lhe usará como um meio. E ninguém quer ser usado como um meio! Cada indivíduo único é um fim em si mesmo. É imoral usar alguém como um meio.Primeiro aprenda como ser só. A meditação é um caminho para ficar sozinho.

Se você puder ser feliz quando você está só, você aprendeu o segredo de ser feliz. Agora você pode ser feliz acompanhado. Se você é feliz, então você tem alguma coisa para compartilhar, para dar. E quando você dá, você obtém; não é de outra maneira. Assim surge uma necessidade de amar alguém.

Geralmente a necessidade é de ser amado por alguém. É a necessidade errada. É uma necessidade infantil; você não está amadurecido. É uma atitude infantil.

Uma criança nasce. Naturalmente, a criança não pode amar a mãe; ela não sabe o que é amar e ela não sabe quem é a mãe e quem é o pai. Ela está totalmente desamparada. Seu ser ainda está para ser integrado; ela ainda não está reunida.

Ela é somente uma possibilidade. A mãe precisa amar, o pai precisa amar, a família precisa banhar a criança de amor. Agora ela aprende uma coisa: que todos têm que amá-la. Ela nunca aprende que ela precisa amar. Agora a criança irá crescer e se ela permanecer presa nessa atitude que todo mundo tem que amá-la, ela irá sofrer por toda

sua vida. Seu corpo cresceu, mas sua mente permaneceu imatura.

Uma pessoa amadurecida é aquela que chega a conhecer a necessidade do outro: que agora tenho que amar alguém.

A necessidade de ser amado é infantil, imatura. A necessidade de amar é maturidade.

E quando você está preparado para amar alguém, um belo relacionamento irá surgir; de outra maneira não.

"É possível que duas pessoas num relacionamento sejam más uma para com a outra"?

Sim, isso é o que está acontecendo por todo o mundo. Ser bom é muito difícil. Você não é bom nem para si mesmo.

Como você pode ser bom para outra pessoa?

Você nem mesmo ama a si próprio! Como você pode amar outra pessoa? Ame a si mesmo, seja bom para si mesmo.

Os seus assim chamados santos têm lhe ensinado a nunca amar a si mesmo, para nunca ser bom para si mesmo.

Seja duro consigo mesmo! Eles têm lhe ensinado a ser delicado para com os outros e duro para consigo mesmo. Isso é um absurdo.

Eu lhe ensino que a primeira e mais importante coisa é ser amoroso para consigo mesmo. Não seja duro; seja delicado.

Cuide de si mesmo. Aprenda como se perdoar, cada vez mais e novamente; sete vezes, setenta e sete vezes, setecentos e setenta e sete vezes. Aprenda como perdoar a si próprio. Não seja duro; não seja antagônico consigo mesmo.

Assim você irá florescer.

Nesse florescimento você atrairá alguma outra flor. Isso é natural. Pedras atraem pedras; flores atraem flores. Assim há um relacionamento que possui graça, que possui beleza, que possui uma bênção nele.

Se você puder achar um relacionamento assim, seu relacionamento crescerá para uma oração; seu amor se tornará um êxtase e através do amor você conhecerá o que é o divino.
Osho
Meus amigos (as) desejo a todos um ótimo Dia.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco
Caros (as) amigos (as) agradeço a visitas de vcs, esse blog sem fins lucrativos, ou seja, sem anúncios
Caso quer fazer uma doação fique a vontade
Abraços a todos
Claudio Pacheco
Banco Do Brasil
Agência: 3858-x
Conta: 8709-2

Nome: Claudio Luiz Pacheco


segunda-feira, 4 de maio de 2015

A escuridão não existe


Eu estou tateando no escuro. Osho, você poderia tirar-me disso?

          "Eu não vejo escuridão em lugar algum. Você é que está mantendo os olhos fechados. A escuridão não existe. É criação sua. O sol está em todo lugar, a luz está em todo lugar, estamos em pleno meio-dia. Mas você continua apertando os seus olhos, mantendo-os fechados. Daí a escuridão. Agora, ninguém pode forçar os seus olhos a se abrirem. Existem algumas coisas que você tem que fazer por si mesmo.

          Se você quiser espirrar, você terá que espirrar, eu não posso fazer isso por você. Se você quiser assoar o nariz, você que terá que fazer isso, eu não posso fazer por você. Existem algumas coisas que você tem que fazer por si mesmo. Esta é uma das coisas mais fundamentais da vida. Se não fosse assim, mesmo em sua liberdade, você seria um escravo. Se eu tirá-lo da sua escuridão, ou qualquer outra pessoa, aquela luz não será muito luminosa. Você estará aprisionado naquela luz, você não veio de livre e espontânea vontade, você não floresceu espontaneamente.
          Alguma vez você já observou uma criança tentando abrir à força um botão de flor? O botão pode ser aberto, mas não será uma flor, alguma coisa ficará faltando, algo de grande significado. A alma estará faltando. A flor tem alma quando ela floresce espontaneamente, daí ela tem vida. Quando você a força, você a destrói. Tudo que é belo na vida pode apenas acontecer; não pode ser feito.

          Existe uma bela história sobre um mestre Zen, Joshu:
          Um dia, Joshu caiu na neve e gritou 'Ajude-me! Ajude-me!'
          Um discípulo de Joshu aproximou-se e deitou ao seu lado.
          Joshu riu, levantou-se e disse ao discípulo: 'Certo! Perfeitamente certo! Isso é o que eu estou fazendo com você também.'
          Joshu tinha caído na neve e gritado, 'Ajude-me! Ajude-me!' Mas não havia necessidade alguma. Se você caiu, você pode se levantar. A mesma energia que fez você cair, consegue fazer você se levantar. A pessoa que não consegue se levantar, não consegue nem mesmo cair. A mesma energia que o leva a se perder, pode trazê-lo para casa. A pessoa que não consegue voltar para casa, não consegue também se perder, porque é necessário energia.

          A mesma energia que faz de você um pecador, pode fazê-lo um santo. Na verdade, ser um pecador é mais complexo, mais difícil, mais trabalhoso. Ser um santo não é complexo nem trabalhoso. E ser religioso definitivamente não é trabalhoso. É a mesma energia! Você está mantendo os seus olhos fechados, e despendendo muita energia para mantê-los fechados. A mesma energia que os está mantendo fechados, se relaxados, irá ajudá-los a se abrirem.
          O discípulo é um discípulo de verdade. Ele entendeu Joshu perfeitamente bem. Ele sabe que ele criou uma situação, ele deitou-se conscientemente. Talvez o discípulo estivesse passando e Joshu caiu - criou uma situação - e gritou, 'Ajude-me! Ajude-me!' E o discípulo veio e deitou-se ao seu lado. Ele não o ajudou, em absoluto. O que ele estava fazendo?
          Ele não estava tentando ajudá-lo, de modo algum. Ele estava simplesmente sendo compreensivo. Ele estava dizendo, 'O que pode ser feito? Ok, eu sou seu discípulo, eu vou deitar ao seu lado. O que mais eu posso fazer?'


          Um mestre é compassivo com você, ele tem compaixão. O que mais ele pode fazer? Um mestre verdadeiro não pode segurar suas mãos, porque isso o manterá sempre dependente. Trazer você para fora à força, é o mesmo que mantê-lo ainda dentro. Na hora em que o mestre soltar suas mãos, você voltará para o seu velho mundo, para a sua velha mente. Aquilo ainda não estava encerrado, ainda estava agarrado dentro de você.
          Um mestre verdadeiro ajuda sem ajudar. Tente entender: um mestre verdadeiro ajuda sem ajudar. A sua ajuda é muito indireta, ele nunca vem imediatamente ajudá-lo. Ele vem de maneira muito sutil. Ele se aproxima de você como uma brisa muito frágil, não como uma ventania selvagem. Ele se aproxima de você como uma aura, invisível. Ele o ajuda certamente, mas nunca força você. Ele o ajuda apenas até onde você está pronto para ir, nunca um passo a mais. Ele nunca empurra você violentamente, porque qualquer coisa feita violentamente será perdida, mais cedo ou mais tarde.
          Aquilo que você não desenvolveu de livre e espontânea vontade, você perderá. Você não pode desfrutar aquilo que não cresceu em seu ser espontaneamente. Você desfruta o seu próprio crescimento. Eu posso até mesmo dar-lhe a verdade, e você irá jogá-la fora, porque você não irá reconhecê-la. Eu posso forçá-lo a acordar, mas você irá cair no sono no momento em que eu me for, e você vai me xingar e ficar com raiva de mim, pois você ainda estava curtindo os seus sonhos. Você estava curtinho sonhos doces e aí chegou um homem e o acordou.
          Algumas vezes observe a si mesmo. Você tem que pegar um trem bem cedo, quatro ou cinco horas da manhã, e você pede alguém para acordá-lo às quatro horas. Assim ele faz. E você fica com raiva. Você não gosta da idéia, mas essa idéia foi sua. Você sente como se ele fosse seu inimigo.
          Ouvi contar a respeito de Emanuel Kant, um filósofo alemão, que ele era muito preso a horários. Ele quase se movia como um ponteiro de relógio, exatamente na hora, tudo, nem um minuto a mais, nem um minuto a menos. Por toda a sua vida ele costumava acordar cedo, às cinco horas da manhã. Ele tinha um criado. O criado tinha que arrastá-lo para fora da cama e às vezes até mesmo bater nele. Ele tinha dado tal poder ao criado. Ele lhe disse: 'Ainda que você tenha que me bater, bata. Vai ser uma boa luta para você, mas você tem que me acordar. Não escute o que eu lhe disser de manhã cedo. Eu irei repreendê-lo, gritarei com você e o ameaçarei dizendo que irei colocar fogo em você, mas não se preocupe. Qualquer coisa que eu disser, vai ouvindo, mas me arraste para fora da cama.'
          Ele tornou-se muito dependente desse criado, de tal modo que o criado quase se tornou o patrão e o patrão tornou-se o criado. Algumas vezes o criado o deixava. Daí, ele tentava encontrar outros criados, mas ninguém se adaptava, pois como bater no seu patrão às cinco horas da manhã? Mesmo ele dizendo, 'Bata-me!', o criado ficava com medo. E o velho criado tinha que ser trazido de volta novamente.
          Mas, como isso acontece? Você pode estar curtinho um sonho bom e aconchegante. Está fazendo frio, mas debaixo do cobertor está quente e aconchegante. Sim, você havia decidido antes que iria se levantar cedo, mas e agora... ? Você quer virar para o lado e cair no sono de novo.
          Ninguém pode ser acordado antes da sua hora, nem deve ser.
          E não há qualquer problema. Simplesmente tente compreender porque você mantém seus olhos fechados. Mais do que pedir-me para forçá-los a se abrirem, tente compreender porque você os mantém fechados. Tente compreender quais sonhos você ainda tem que sonhar. Você já não sonhou o bastante? Você, na verdade, já não sonhou mais do que o suficiente? Por milhões de vidas você tem sonhado. E você não alcançou nada com todos esses sonhos. Você permanece vazio, oco. Ainda assim, você continua se enchendo com novos sonhos, com novos desejos, com novas ambições. É bem possível que agora você esteja sonhando com iluminação, por isso você fez essa pergunta.
          Você sonhou muitos sonhos. Agora um novo sonho surgiu em sua mente: tornar-se um buda, alcançar a iluminação. Isto é novamente um sonho. Se você tivesse realmente terminado com todos os seus sonhos, então quem estaria mantendo você dormindo? Abra seus olhos! Na verdade, nem mesmo haverá necessidade de abrir os seus olhos. Uma vez que você tenha compreendido que você já sonhou todos os sonhos possíveis, os olhos se abrirão. Não haverá nem mesmo a necessidade de abri-los porque ninguém estará lá para fechá-los.
          Olhe para meu punho: se eu tiver que mantê-lo como um punho, eu terei que mantê-lo fechado, cerrado. No momento em que eu parar de fechá-lo, ele começará a se abrir espontaneamente. Estar aberto é natural, estar fechado é antinatural. Para mantê-lo fechado você tem que colocar muita energia nele. Para abrir, nenhuma energia é necessária.
          Isso é uma coisa muito estranha: para permanecer miserável, você precisa colocar muita energia nisso. Para permanecer alegre, você não precisa de qualquer energia, de jeito algum. A felicidade é grátis, ela nada custa. A miséria você precisa fazer por merecer. Se você quiser ser miserável, muito esforço será necessário para permanecer miserável. É um estado muito antinatural. Um punho cerrado é antinatural; uma mão aberta é natural. A mão aberta não necessita energia, caso contrário você se sentiria cansado; ao final do dia você estaria morto de cansado por ter ficado todo o dia com a mão aberta. Daí, você dirá, 'Por todo o dia eu mantive minhas mãos abertas e agora eu estou me sentindo muito cansado.' Qualquer dia, mantenha o seu punho fechado por todo o tempo e ao final da tarde você se sentirá realmente cansado. O natural é a mão aberta.
          Um coração aberto é um fenômeno natural; um ser aberto é simplesmente natural. Um ser fechado é muito antinatural, muito artificial; você tem que colocar toda a sua energia nisso. Essa é a minha observação em milhares de pessoas: elas dão toda a sua energia para se manterem miseráveis. Permanecer no inferno é um grande investimento. Não é fácil, é muito difícil. Você precisa ser muito forte para estar no inferno, muito teimoso, decidido. (...) Você tem que ser duro como um diamante, somente então você pode permanecer no inferno. Se não for assim... ninguém está impedindo o seu caminho. Basta relaxar e você entra no céu, o relaxamento é a porta.
          Você diz: Eu estou tateando no escuro. Relaxe. No momento em que você relaxar, os seus olhos começarão a se abrir, assim como um botão abre e se torna uma flor, assim como um punho que não mais se mantém cerrado começa a se abrir e se torna uma mão aberta.
          Eu não estou aqui para forçar isto. Eu estou aqui para esclarecê-lo como isto acontece. Eu posso falar a respeito desse processo, eu não posso fazê-lo para você. Compreendido, ele acontece. Eu não lhe prometo coisa alguma. Eu só lhe prometo uma coisa: o que aconteceu comigo eu farei com que fique óbvio para você. Daí, cabe a você seguir.
          Buda disse: os budas só indicam o caminho, mas é você que tem que ir, cabe a você seguir o caminho."

                                                         OSHO - Zen: the Path of Paradox
Meus amigos (as) desejo a todos um ótimo Dia.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco
Caros (as) amigos (as) agradeço a visitas de vcs, esse blog sem fins lucrativos, ou seja, sem anúncios
Caso quer fazer uma doação fique a vontade
Abraços a todos
Claudio Pacheco
Banco Do Brasil
Agência: 3858-x
Conta: 8709-2
Nome: Claudio Luiz Pacheco

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Relacionamentos, ciúmes...





Nos anos 70, Osho recebia, em encontros mais íntimos, denominados Darshans, grupos de buscadores  num pequeno auditório, no Lao Tzu House, em Puna. Nesses Darshans, Osho respondia perguntas e dava toques sobre questões do dia-a-dia.

          Os comentários do Osho, abaixo, foram extraídos de um mesmo Diário de Darshans. São trechos de Darshans ocorridos em dias diferentes. Nesses dois trechos, Osho nos fala a respeito de relacionamentos amorosos, de apegos, de ciúmes, etc.

           

   Pratima é uma pessoa muito querida. Ela ajuda nos trabalhos dos Darshans diários.
         Ela tem uma história longa e cheia de altos e baixos em sua vida amorosa.

OSHO: Alo, Pratima! Venha cá. Conte-me a sua história.

PRATIMA: Eu acho que cheguei a um ponto em que parei de ficar sempre voltada para o lado de fora e comecei a fazer alguma coisa realmente para mim. Parei de ficar tentando mudar todo o mundo exterior só para me manter confortável. Eu sinto que chegou o momento em que eu devo ir para dentro de mim e me sentir confortável comigo e não mais tentar fazer com que as outras pessoas...

OSHO: Isso é um grande insight! Mm?

PRATIMA: ...me façam feliz ou ...

OSHO: Isso é um grande insight!

PRATIMA (em lágrimas): Não há luz dentro de mim!

          Mm, mm! Osho murmura e pede a Pratima que levante seus braços e mãos e deixe que a energia flua. Ela chacoalha todo o corpo. Seus dentes começam a bater vigorosamente....

OSHO: Você chegou a um grande insight. Agora, mantenha isso. Não se esqueça disso no momento em que você sair do Lao Tzu House, mm?

PRATIMA: Se eu simplesmente seguir a mim mesma e ficar de pé e levantar as mãos para o ar, então tudo fica bem e isso é alguma coisa...

OSHO: Mm, mm.

PRATIMA: Eu só fico pensando se existe alguma coisa que eu possa fazer para ajudar...

OSHO: Só uma coisa: não se esqueça desse insight. Simplesmente lembre-se, e pronto. Isso é um fenômeno muito simples desde que você possa se lembrar de que na vida, nenhuma outra pessoa pode fazer você feliz ou confortável ou qualquer coisa - isso não é possível. Esse presente só pode ser dado por você a si mesma, ninguém mais pode dar isso a você. E porque as pessoas seguem mendigando esse presente dos outros, elas sofrem, sofrem...
          E os outros não estão na verdade lhe fazendo mal algum. Eles não podem lhe dar e você não pode receber. Essa não é a maneira como se consegue esse presente. Você segue mendigando e eles seguem fingindo que eles irão lhe dar. Eles não podem dar e você não pode ganhar. Daí, surge a frustração, a raiva, a violência, a loucura, essas coisas...Então você começa a mendigar de novo em outro lugar, de alguma outra pessoa, mas você estará fazendo a mesma coisa de novo.
          Novamente a mesma coisa vai se repetir. É a mesma história montada em diferentes estágios com pessoas diferentes...mas é a mesma história, nem uma vírgula é diferente. De novo você terá a mesma ilusão, que esse homem, Siddesh (que mora com Pratima) não deu certo, mas agora o Yatri (que trabalha com a Pratima) dará a você a felicidade, agora o homem certo apareceu.
          Se você quiser ter um aprendizado nessa ilusão, pode fazer da Divya a sua mestra. Toda semana ela encontra um homem e me escreve uma carta: ' Osho, desta vez eu encontrei o homem de verdade! (risos) Incrível! Isso nunca aconteceu antes e agora está acontecendo'.
          Ela se esquece de que ela me escreve toda semana e toda semana é um homem diferente. De novo, dentro de três, quatro dias, ele se vai e então ela se esquece daquele homem, daquele incrível homem. De novo isso acontecerá e nunca aconteceu igual antes, e desta vez ela vai querer permanecer com esse homem para sempre, para sempre... e ela se esquece. O milagre é ela se esquecer de que essa é a mesma carta que ela escreve uma vez, duas vezes, toda semana. Você pode pedir a ela, se você quiser criar essa ilusão. Então, ela será a mestra, Divya.

Pratima entre um soluço e um riso,  balança a cabeça e diz, 'não, eu não quero isso'.

OSHO: Então abandone isso e simplesmente lembre-se: não peça a felicidade a ninguém. Ninguém pode dá-la a você. Somente você é capaz de dar esse presente a si mesma. É um presente seu.
          Assim, dê esse presente a si mesma e seja feliz! Eu não estou lhe dizendo para não se relacionar com as pessoas, mas quando você está feliz, você se relaciona numa dimensão totalmente diferente, você se relaciona com felicidade. Agora você está se relacionando com infelicidade, você se relaciona como um mendigo. Comece a se relacionar como um imperador ou uma imperatriz, você não estará buscando nada em outra pessoa, você estará compartilhando.
          Quando o amor não é uma busca, não é uma necessidade, mas um compartilhar, ele tem uma tremenda beleza. Aí, ninguém estará preocupado se ele vai ou não durar para sempre. Se ele acontecer apenas por este momento, já será ótimo, a pessoa compartilha. Se amanhã você se encontrar de novo com esse homem e ele estiver pronto para se encontrar com você, você compartilha novamente, caso contrário, dê um tchau. Agradeça a ele porque houve um momento em que você compartilhou e foi um momento feliz e você não quer fazer disso uma coisa permanente.
          A idéia de fazer alguma coisa permanente surge apenas porque você está movida pela necessidade. Você está com medo, esse homem deu felicidade a você e amanhã, se ele disser não, você ficará de novo infeliz. Assim, você procura dar um jeito para que amanhã ele não possa escapar. Tranque a porta! Mas uma vez que a porta esteja trancada, aquela energia não estará mais presente, nem mesmo neste exato momento, porque o amor acontece apenas em liberdade.
          Uma vez que a porta esteja trancada, uma vez que o homem comece a sentir que ele foi pego, uma vez que a mulher começar a sentir que ela foi pega, está tudo acabado. Pode levar anos para que eles reconheçam o fato, mas tudo já se acabou agora. Se você for muito estúpida, levará muitos anos para você reconhecer; se você for inteligente, uns poucos meses; se você for muito, muito inteligente, uns poucos dias. Se você estiver alerta neste exato momento, você será capaz de ver que você matou a relação. A criança não está mais viva, ela agora é um cadáver, porque você tentou possuí-la.
          E por que a pessoa quer possuir? Porque você pensa: 'Esse homem me supriu com felicidade hoje. Quem vai me suprir amanhã?'  No momento em que você reconhecer que esse homem não fez coisa alguma, você terá dado um presente a si mesma. Algumas vezes você pode dar a felicidade a si mesma, estando junto com alguém, outras vezes você pode dá-la quando estiver só. Mas ninguém está dando algo para você. É somente você dando algo para si mesma.
          Algumas vezes nós damos indiretamente: nós damos o presente para a pessoa e então ela dá de volta para você. Ele dá um presente para você, mas que, na verdade, é para ele mesmo, e você devolve para ele. É através do outro, mas ele é o seu presente que você deu a si mesma.
          Uma vez que isso seja entendido, você não precisa percorrer estradas longínquas, siga um roteiro curto. Você pode simplesmente dar o presente de uma mão para a outra e você estará tão feliz como se fosse dado por uma outra pessoa. Sozinha, você será feliz.
          Então, basta lembrar-se desse insight e nada mais precisa ser feito. Na próxima vez, quando você começar a criar ilusões de novo, lembre-se da Divya... e relaxe! Eu não estou lhe dizendo para se tornar uma freira, eu não estou dizendo isso. Eu estou lhe dizendo para se tornar um indivíduo, não uma freira. Torne-se um indivíduo. Ame por alegria, não por necessidade. Ame não como um mendigo, ame porque você tem muito e você gostaria de compartilhar com alguém. Não tente prender ninguém e não tente se apegar, senão isso acontecerá de novo e de novo. Então você terá muitos amores em sua vida e muitos namorados.
          Algumas vezes, uma tal pessoa individual, uma tal pessoa livre, que é capaz de dar felicidade a si mesma, tal pessoa pode amar uma mesma pessoa por muitos anos, mas cada vez é um novo encontro amoroso, porque ela não conecta isso ao tempo, ela não pensa no amanhã. O hoje se encerra hoje. Uma tal pessoa vai para a cama e põe um fim nesse mundo, esse mundo do hoje. Amanhã pela manhã ela se levantará novamente em um outro mundo. Ainda que a pessoa seja a mesma, para um tal indivíduo ela não será a mesma. Assim, talvez a pessoa seja a mesma, ou talvez não seja, isso não fará qualquer diferença: o homem que é feliz seguirá amando, a mulher que é feliz seguirá amando.
          E nada peça em nome do amor. É bom que a pessoa ame... Amando, a pessoa é feliz. Agradeça ao outro por ele ter aceito o seu amor, agradeça ao outro por ele ter dançado com você por um momento, cantado com você por um momento e ponto final. Não precisa prolongar isso. Não é preciso dizer: 'E o amanhã? E o depois de amanhã?'
          Não traga o futuro, permaneça livre. Deixe que o amanhã traga os seus próprios brinquedos. Por que fazer do amanhã uma repetição do dia de hoje? Quem sabe? Melhores brinquedos estarão esperando por você amanhã.
          Esteja excitada com o futuro, mas sem qualquer expectativa... sem qualquer esperança, sem qualquer cobrança, simplesmente uma excitação. O novo irá acontecer, o novo está pronto para acontecer.
          Muito bem... O insight é bom, mas meu receio é: você será capaz de mantê-lo? Esse é o problema. Tente mantê-lo. Sempre que você começar a escorregar, você pode simplesmente pedir por um Darshan silencioso, mm? E sentar-se aqui. No momento em que você me vir, você se lembrará.Mm? Muito bem!"

                                        OSHO - Far Beyond the Stars - a Darshan Diary
Meus amigos (as) desejo a todos um ótimo Dia.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco
Caros (as) amigos (as) agradeço a visitas de vcs, esse blog sem fins lucrativos, ou seja, sem anúncios
Caso quer fazer uma doação fique a vontade
Abraços a todos
Claudio Pacheco
Banco Do Brasil
Agência: 3858-x
Conta: 8709-2
Nome: Claudio Luiz Pacheco