segunda-feira, 30 de junho de 2014

O "eu" que os outros veem


Você pode vislumbrar sua auto-imagem olhando as pessoas que o cercam. Todos nós travamos relacionamentos com pessoas que nos tratam da maneira como acreditamos que merecemos ser tratados. Pessoas com uma auto-imagem saudável exigem respeito daqueles que as cercam. Elas tratam bem a si mesmas, estabelecendo um exemplo do modo como os outros devem tratá-las.

Se você tem uma auto-imagem ruim, irá se confrontar com todos os tipos de maus tratos e aborrecimentos vindos de praticamente todo o mundo. As pessoas nos tratam do modo como nos tratamos. Aqueles com quem nos relacionamos percebem rapidamente o quanto respeitamos a nós mesmos. Se há respeito próprio, todos seguem fazendo o mesmo, respeitando-nos!

Quando estamos nos sentindo mal a nosso próprio respeito, por exemplo, tendemos a descontar a insatisfação em nós mesmos. Isso pode se manifestar de várias maneiras, tais como surtos de comilança de “besteiras”, acidentes, doenças, privação de comida, etc... O fato é que o modo como nos tratamos é um reflexo do quanto estamos gostando de nós mesmo em um determinado momento.

Uma auto-imagem ruim diz: “Eu mereço”. E isso leva a pessoa a sabotar subconscientemente a própria felicidade. Por isso, é de máxima importância que você faça tudo o que estiver ao seu alcance para manter pensamentos positivos em sua mente. Isso irá assegurar que você se mantenha feliz como pessoa.

E para você melhorar o modo como se sente em relação a seu próprio respeito: aceite elogios, elogie, fale bem de si mesmo, valorize-se, trate bem do seu corpo, faça com que as pessoas saibam como você deseja ser tratado, cerque-se de boas pessoas, use afirmações positivas e tenha sempre em mente a imagem daquilo que você deseja ser e não daquilo que você é.

Em poucas palavras: ame-se! E lembre-se sempre disso: você merece amor e respeito pelo simples fato de você ser você!

Andrew Matthews
Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Noite.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

Aja Independente do Medo!


Quantas pessoas têm ideias brilhantes, insights lindos e vibrantes, mas na hora de colocar em ação acabam vacilando. O medo de mudar, o comodismo e a estagnação nas conhecidas zonas de conforto são os maiores inimigos que uma pessoa pode ter.

É triste perceber que muita gente sonha com uma vida melhor, utiliza técnicas de criação de novas realidades e pensamento positivo, mas quando as oportunidades surgem, aí elas ficam praticamente congeladas pelos medos, e não dão o ponta pé inicial para manifestar as novidades.
Um criador consciente, que conhece a força da lei da atração e do pensamento positivo, precisa ter confiança e fazer a sua parte. Se ele vibra no medo, então, atrairá mais medo.

Escutamos as pessoas dizerem: "não é medo de nada, apenas queremos ter certeza de que as atitudes serão corretas, queremos ter segurança". Ora, sim! Todos queremos ter segurança em tudo que fazemos, certo? Pois bem, é aí que mora o problema. Quem quer segurança é porque vibra no medo, por isso permanece na inércia, que atrai mais inércia e assim por diante.

Existem muitas pessoas que vivem uma vida de estagnação e, ainda assim, não podemos dizer que se tratam de vidas fracassadas, podem ser consideradas realidades nota 6. Mas se você quiser ter uma vida de sonhos, uma vida maravilhosa, abundante, próspera, cheia de felicidades e conquistas, com certeza não é o tipo de vibração que você deve almejar.

Você deve planejar seus atos, deve estudar os seus movimentos e até se prevenir em questões diversas, mas não pode deixar de agir, independente da sensação de desconforto que você sentir, esse é um detalhe muito importante.
A maioria das pessoas passa suas vidas buscando situações confortáveis, ainda de quebra gastam muita energia para manter essas condições "seguras". Por quê? Porque são pessoas sem confiança, medrosas em suas vibrações!

Não se preocupe se nesse instante você se identificou com esse perfil... faz parte! Quase todos somos assim. Mas vai um conselho: prepare-se, organize-se para suas metas, e quando as oportunidades surgirem, aja! Mesmo que exista um certo desconforto, aja!

Ficar parado é criar resistência à força de criação mental que você pratica todos os dias. É como acender uma fogueira e depois jogar água. Decida-se, você quer manter o fogo aceso ou apagado? A escolha é sempre sua!
Reconheça na sua vida se o seu comportamento em geral é baseado na necessidade de sentir segurança o tempo todo. Acredite: você identificará muitas atitudes baseadas no medo, em que sem perceber, você mantém um padrão de conduta baseado na busca por segurança.

Quanto mais você encontrar comportamentos criados pela necessidade de ter segurança, maior será a sua chance de repensar a sua vida, mudar sua vibração e modificar sua realidade. Entenda que é uma característica do ser humano buscar proteção, é um instinto! Mesmo assim, você não poderá deixar esse sentimento influenciar tanto a sua vida de forma negativa.

Pode apostar que todas as pessoas de grande sucesso nesse mudo, aprenderam a agir na direção de seus objetivos, compreendendo a necessidade de controlar seus medos e agir independente dele! Jamais estagnar!

Dicas
- Avalie que possivelmente seu emprego, sua vida, a cidade que você escolheu morar, a sua formação profissional, bem como educação que você teve ou deu para seus filhos, recebeu grande influência do medo. Dessa forma, há sempre uma tendência comportamental baseada na necessidade de encontrar segurança. Comece a pensar a sua história, identificando o que realmente você gostaria de ser, ter o fazer, comparando com o que você atualmente é, tem ou faz.
- Nessa comparação, a diferença entre o que você é hoje e o que gostaria de ser, está ocupada pela necessidade de ter segurança em tudo. Em outras palavras, o medo é quem impede você de ter a vida dos seus sonhos.

Importante
- Para vencer ou aprender a lidar com o medo você precisará ter atitude, iniciativa e se reinventar a cada dia. Faça terapia, busque ajuda externa, cursos, seminários, leia muito e jamais acomode-se!

Bruno J. Gimenes
 Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Tarde.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

domingo, 29 de junho de 2014

Quando Chega a Hora e Não Dá Mais Tempo Para Recomeçar!


Naquela manhã, sentiu vontade de dormir mais um pouco. Estava cansado porque na noite anterior fora se deitar muito tarde.
Também não havia dormido bem. Tinha sido um sono agitado.
Mas logo abandonou a idéia de ficar um pouco mais na cama e se levantou, pensando na montanha de coisas que precisava fazer na empresa.

Lavou o rosto e fez a barba correndo, automaticamente.
Não prestou a atenção no rosto cansado nem nas olheiras escuras, resultado de noites mal dormidas. Nem se quer percebeu um aglomerado de pêlos teimosos que escaparam da lâmina de barbear.
"A vida é uma seqüência de dias vazios que precisamos preencher", pensou enquanto jogava a roupa por cima do corpo.

Elogiou o café e saiu resmungando baixinho um "bom dia", sem convicção. Desprezou os lábios da esposa, que se ofereciam para um beijo de despedida. Não notou que os olhos dela guardavam a doçura da mulher apaixonada, mesmo depois de tantos anos de casamento. Não entendia porque ela se queixava tanto da ausência dele e vivia reivindicando mais tempo para ficarem juntos. Ele estava conseguindo manter o elevado padrão de vida da família, não estava? Isso não bastava?

Claro que ele não teve tempo de esquentar o carro nem sorrir quando o cachorro, alegre, abanou o rabo. Deu a partida e acelerou. Ligou o rádio, que tocava uma antiga canção de Roberto Carlos, "Detalhes tão pequenos de nós dois..."
Pensou que não tinha mais tempo de curtir detalhes tão pequenos da vida. Anos atrás, gostava de assistir o programa de Roberto Carlos nas tardes de domingo. Mas isso fazia parte de outra época, quando podia se divertir mais.

Pegou o telefone celular e ligou para sua filha. Sorriu quando soube que o netinho havia dado os primeiros passos. Ficou sério quando a filha lembrou-o de que há tempos ele não aparecia para ver o neto e o convidou para almoçar, mas não podia, naquele dia, dar-se ao luxo de sair da empresa. Agradeceu o convite, mas respondeu que seria impossível. Quem sabe no próximo final de semana? Ela insistiu, disse que sentia muita saudade e que gostaria de estar com ele na hora do almoço. Mas ele foi irredutível: realmente era impossível.

Chegou à empresa e mal cumprimentou as pessoas. A agenda estava totalmente lotada, e era muito importante começar logo a atender seus compromissos, pois tinha plena convicção de que pessoa de valor não desperdiçam seu tempo com conversa fiada.

No que seria a sua hora de almoço, pediu para secretária trazer um sanduíche e um refrigerante diet. O colesterol estava alto, precisava fazer um check-up, mas isso ficaria para o mês seguinte. Começou a comer enquanto lia alguns papéis que usaria na reunião da tarde. Nem observou que tipo de lanche estava mastigando.

Enquanto relacionava os telefonemas que deveria dar, sentiu um pouco de tontura, a vista embaçou. Lembrou-se do médico advertindo-o, alguns dias antes, quando tivera os mesmos sintomas, de que estava na hora de fazer um check-up. Mas, ele logo concluiu que era um mal estar passageiro, que seria resolvido com um café forte sem açúcar.

Terminando o "almoço", escovou os dentes e voltou à sua mesa. "A vida continuava", pensou. Mais papéis para ler, mais decisões a tomar, mais compromissos a cumprir. Nem tudo saía como ele queria. Começou a gritar com o gerente, exigindo que este cumprisse o prometido. Afinal, ele estava sendo pressionado pela diretoria.
Tinha que mostrar resultado. Será que o gerente não conseguia entender isso?

Saiu para a reunião já meio atrasado. Não esperou o elevador. Desceu as escadas pulando de dois em dois degraus. Parecia que a garagem estava a quilômetros de distância, encravada no miolo da terra, e não no subsolo do prédio.

Entrou no carro, deu a partida e, quando ia engatar a primeira marcha, sentiu de novo um mal estar. Agora havia uma dor forte no peito. O ar começou a faltar... a dor foi aumentando... o carro desapareceu e... os outros carros também... Os pilares, as paredes, a porta, a claridade da rua, as luzes do teto, tudo foi sumindo diante de seus olhos, ao mesmo tempo que surgiam cenas de um filme que ele conhecia bem. Era como se o videocassete estivesse rodando em câmera lenta. Quadro a quadro, ele via a esposa, o netinho, a filha e, umas após outras, todas as pessoas que mais gostava.

Porque mesmo não tinha ido almoçar com a filha e o neto?
O que a esposa tinha dito à porta de casa quando ele estava saindo, hoje de manhã? Por que não foi pescar com os amigos no último feriado? A dor do peito persistia, mas agora outra dor começava a perturbá-lo: a dor do arrependimento.

Ele não conseguia distinguir qual era a mais forte; a da coronária entupida ou a de sua alma rasgando.
Escutou o barulho de alguma coisa quebrando dentro de seu coração, e de seus olhos escorrerem lágrimas silenciosas. Queria viver, ter mais uma chance, queria voltar para casa e beijar a esposa, abraçar a filha, brincar com o neto...
Queria... Queria... Mas, não havia mais tempo"...
 Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Tarde.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

É preciso coragem...


É preciso coragem, já dizia um amigo meu... Mas coragem para o quê? Eu retruquei. Para tudo...
Hoje fico pensando nesta verdade. Realmente é preciso coragem para se exercer o que se escreve. Para se fazer o que se ensina e para entendermos os revezes da vida.
Sem coragem tudo fica sem sentido porque é muito mais cômodo desistir. É mais tranqüilo buscarmos culpados para as nossas falhas e para os nossos insucessos.
Sim, é preciso coragem.

Sem ela a vida deixa de ser vida, porque não enfrentamos as adversidades de frente. E é com ela, só com ela, nossa amiga adversidade que aprendemos a entender o que fazemos nesta vida e como conseguimos evoluir.
Sim, é preciso coragem.

Sem ela não conseguimos enfrentar a escuridão dos desafios do nosso dia-a-dia. Sem ela não temos forças para abandonar a negritude de nossos pensamentos odiosos. Sem ela jamais iremos desembainhar nossa espada e nem compreender o porquê das mãos que ontem nos aplaudiram e hoje nos atiram pedras.
Sim, é preciso coragem.

Coragem que na realidade é a mãe do desafio e a senhora de nosso sucesso. Coragem que dá vida à vida. Coragem que se antecipa às nossas mudanças e dá "cor" às nossas vitórias.

Sim, é preciso coragem para se dizer não quando se quer dizer não e sim quando nosso coração grita por isso. Só assim conseguiremos ser mais fortes. Únicos e independentes. Ninguém pode nos possuir... É livre-arbítrio a nossa entrega. A posse é matéria, a entrega é o amor.

Sim, é preciso, é necessário coragem para conseguirmos derrotar o nosso maior inimigo - Nós mesmos. E mais ainda, é preciso, é vital muita coragem para vivermos o perdão e aí, somente aí conseguiremos entender o verdadeiro amor.

Finalmente, é preciso coragem para SONHAR, para acreditar que a vida é construída por nós e só nós decretamos o nosso sucesso. Sim, acredite, é assim mesmo.

Sabe por que escolhi escrever isso?
Porque preciso de coragem... Só por isso.
Um dia, sei que será assim. Nos veremos.
Beijo na alma.

Saul Brandalise Jr.
Meus amigos(as) desejo a todos um ótimo Dia.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

sábado, 28 de junho de 2014

O "Outro" Como Espelho da Alma


Sabia que as pessoas que estão ao seu redor, com as quais você se relaciona dizem muito a seu respeito? São como verdadeiros espelhos, refletindo o que não conseguimos ou não queremos ver. O que está escondido bem lá no nosso mais íntimo.

Nossas relações possibilitam que coloquemos às claras muitas crenças e sentimentos que nutrimos por nós mesmos e não nos damos conta. Você já percebeu que há algumas pessoas que nos incomodam, que nos tiram do sério? Vira e mexe, estamos fazendo algum tipo de referência a tal pessoa, seja pelo modo arrogante de ser, pelo seu autoritarismo, pelo seu mal humor. Parece que existe algo nesse outro capaz de disparar em nós um sinal de alarme, de inquietação.Nesse caso, é melhor olhar com atenção e tentar definir o que está gerando esse incômodo. Descobrir quais atitudes e comportamentos alheios estão nos tirando tanto do sério.

Perceba, talvez você também aja da mesma forma. E, é justamente por isso que tais ações incomodam tanto.

Não é fácil observar, muito menos admitir aspectos negativos no nosso jeito de ser. Dessa forma, isso aparece refletido no comportamento alheio. Seria como se ele jogasse na nossa cara particularidades e atitudes nossas que negamos e tentamos esconder.

Aí, não há mais jeito. Não adianta implicar, muito menos reclamar. O melhor mesmo é reconhecer que tais atitudes também nos são peculiares e, se alguém tem que mudar, que sejamos nós. Não exija isso de mais ninguém. Um outro aspecto interessante de se observar nessa relação de espelhos é o que sentimos a partir da relação com o outro. Em um convívio mais próximo e cotidiano é muito comum que se despertem sentimentos vindos das atitudes e da forma do outro nos tratar.

Às, vezes, por exemplo, podemos nos sentir menosprezados, humilhados, traídos e mal amados. E, nesses casos é muito fácil culpar e entender que é o outro o grande vilão da história. Mas as coisas não são bem assim.

O outro não tem, necessariamente, nada a ver com isso. A responsabilidade do que você vai sentir ou deixar de sentir é só sua e de mais ninguém. Nesse caso o papel do espelho foi puxar e trazer à tona crenças que construímos a partir de experiências antigas, que por serem desagradáveis estavam muito bem guardadas e escondidas.

Lembre-se: por mais que você não tenha consciência, aquilo que você pensa que o outro teve culpa em fazê-la sentir é na verdade o que você sentia e achava a seu respeito há muito tempo e nem sabia disso.

Quanto a gente não perde relutando em tomar certas decisões, nos boicotando para não irmos atrás de algo que queremos muito e não sabemos bem o por que disso. Daí aparece alguém e deixa tudo muito claro. Nossas inseguranças, nossos medos, nossa baixa auto-estima aparecem gritando e logo saímos culpando o outro, de novo, o algoz da história. Calma, claro que não é fácil reconhecer nada disso, mas já que tudo isso veio às claras, é melhor aceitar e entender que é uma excelente oportunidade para resolver e transformar tudo isso. É uma forma de tomar consciência das nossas crenças, que estavam nos limitando e fazer algo para mudar.

A responsabilidade é só sua! Não espere nada do outro, ele já fez a sua parte. Agora é com você. Bendito esse que está sempre diante de nós, refletindo nossa verdade interior, nos dando, assim, a oportunidade de olhar profundamente para nossa alma, a fim de descobrir quem sou de verdade e o que preciso fazer para ser e estar mais satisfeito e feliz comigo mesmo e com o outro.
 Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Tarde.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

Respeite-se


Quantas vezes nos sentimos desrespeitados?
Quantas vezes nos desrespeitamos para não faltar com o respeito ao outro?

Cada vez mais nos vemos na necessidade de agradar a um mundo cada vez mais gigantesco: temos que agradar à família, aos amigos, às minorias, agradar no trabalho, respeitar os dogmas e valores da religião...

Todos estes mundos nos propõem muitas representações: por vezes distorcidas, contrárias às nossas vontades.

Além desses mundos, temos hoje a necessidade de agradar a um mundo cada vez mais concreto: o da comunicação.
Sim, talvez o mundo mais real de todos os que vivemos atualmente.
Precisamos nos desrespeitar em nosso momento de lazer e recolhimento para nos linkarmos nos acontecimentos que estão ocorrendo no mundo da comunicação desenfreada sem hesitação.

É, literalmente, muita luz para pouca visão, muita informação pra pouca condição de processar.
Sim, continuamos apenas seres humanos tendo que nos comportar como máquinas que processam informação durante as 24 horas do dia.

Muitos de meus pacientes que estão produzindo este auto-desrespeito e vivem plugados no MSN, Orkut, Twitter, Facebook e etc, estão se queixando de tensão, insônia, angústia e uma sensação de auto-agressão quando não estão colados em algo ou alguém, buscando informação.
Eles tem a sensação de que em poucas horas ficarão para trás, perderam centenas de emails, dicas, rastros de vida.

Não me espantará se daqui há alguns meses passe a existir esta nova modalidade de angústia existencial: a angústia de “não é comigo, mas eu preciso saber de tudo porque, no fundo, não vivo minha própria vida e minhas próprias sensações.”

Marcelo Bonachela
 Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Tarde.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Como ganhar dinheiro gastando pouco



Ola amigos(as) o que você faz com 2 reais, um lanche, inteira para paga uma passagem no ônibus, aposta da mega Sena, jogo do bicho, sem muitas chances de ganhar.
Onde quero chegar vamos transformar 2 reais em dinheiro, como através de uma lista com 7 nomes e conta bancaria, suponha que na lista tenha 5 nomes, você gastará 10 reais, depositando 2 reais na conta de cada pessoa e colocando seu nome em  7º   lugar na fila assim, que a lista for circulando o seu nome ira subindo até chegar em primeiro lugar, e sair da lista ai vc para de receber deposito em sua conta,eu vejo isso como ajudar o seu próximo, você terá que ser honesto com você mesmo, pq só colocar o nome na lista ser realmente você for participa, e caso participe, e receba uma lista em qual o seu nome já consta nela, você não poderá entra, por quê seu nome já estará circulando em varias lista, lembrando quando mais gente participando, em mais lista o seu nome estará.Os depósitos feito feito de uma forma correta vc pode chegar a ganhar mais de 500.000 MIL, isso mesmo.

Só penso que seja honesto com vc mesmo só coloque o nome na lista se realmente for participa, e sendo honesto o seu 2 reais ira se transforma em muito dinheiro.
Não e obrigado participa participe só quem realmente tem a intenção de fazer o deposito no nome da pessoa abaixo lembrando q a lista no final terá 7 nomes, caso vc for participe faça o deposito no nomes que esta na lista e copie e lista colocando o seu nome no Sétimo lugar caso a lista já tenha 7 nomes , seu nome tb ira entra em 6º lugar, assim vc ira tira o primeiro nome  da lista, lembre-se só entre se realmente for participar, por quê só assim os 2 reais q vc ira deposita no nome de cada pessoa na lista, vc tb ira receber de voltar em dobro por quê vc ira coloca seu  nome na lista.
A única forma de da certo e ser honesto com vc mesmo, só isso.
Não e obrigado a participar, só participe quem realmente for querer fazer parte da lista
Obs: Não esqueça de copiar e lista e divulgar através dos meios de comunicação e-mail, facebook, orkurt, Dihitt e colocar o seu nome no lugar do 7° , e coloca. o  7° Sétimo lugar , no  6°, assim por diante até q vc chegar ser o 1° da lista ai seu nome sair da lista.
Não tenha medo de sonhar grande, isso e 100% legal pois vc só participar se quiser. adquira sua casa , seu carro, vamos vencer uns ajudados os outros mais sendo honesto ok.
Obs: Vc pode optar em colocar seu nome ou fica no anonimato sendo assim só coloque o numero de sua conta.

Obrigado a todos







7° Banco Do Brasil, Agência:3858-x  Conta:8709-2  Nome: Claudio Luiz Pacheco

quinta-feira, 26 de junho de 2014

O compromisso com a felicidade do outro


Muitas pessoas se sentem desacreditadas em seus relacionamentos, por não terem aquilo que os contos de fadas ou romances descrevem como a felicidade completa. Tanto para aqueles que vivem um relacionamento ou para outros que esperam vivenciar esse momento, todos têm em comum o desejo de ser feliz… Julgam merecedores da felicidade e, realmente, os são. Entretanto, algumas vezes, correm o risco de antecipar momentos, abreviar etapas ou romper valores, simplesmente, para não deixar vazar pelos dedos das mãos, aquilo que vemos como uma oportunidade de realização de um sonho.

Ouve-se muito dizer que o casamento tira a liberdade da pessoa, que são formalidades que geram custos e que não garantem a união estável do casal. Então, alguns casais de namorados, quando apaixonados – mesmo que o tempo de namoro seja apenas de alguns meses -, assumem morar juntos. Desse modo, aquelas disposições que foram assumidas por nossos pais ou avós – a respeito das fases do envolvimento – em razão da incredulidade dos casais mais “modernos”, as classificam como algo não mais aplicável!

As justificativas para defender a ideia de morar com a (o) namorada (o) são muitas. Dentre elas, existem aquelas que esperaram o favorecimento das condições para a oficialização do casamento. Outros casais acreditam que morar junto, possa ser uma forma, mais confortável, de identificar se vai dar certo a convivência com a (o) namorada (o), além de gozar dos privilégios da vida a dois.

Há também aquelas pessoas que após tal experiência, não têm intenção de repeti-la. Pois, dessas, acabaram saindo frustradas ao perceber que apesar de estar vivendo sob o mesmo teto, seu parceiro ainda se comportava como alguém “solteiro (a)”. Não será difícil encontrar relatos de pessoas dizendo que foi um período no qual foram apenas um colega de quarto, com quem dividia as despesas, cuidava de suas roupas, alimentação etc…. E, aqueles momentos de uma felicidade avassaladora – que foi motivo para a tomada de decisão de viver juntos – , esvaziou-se, com a falta de comprometimento com aquilo que foi, anteriormente, objeto dos planos do casal.
A dúvida sobre o verdadeiro sentimento que sentia pelo outro ou a deterioração do mesmo, fizeram com que o relacionamento durasse apenas o período de uma estação ou enquanto ardia o fogo da paixão.

Desses amores “doloridos”, as pessoas reclamam de não ter vivido a sensação de sentir-se importante para a outra pessoa.
Se os namorados foram capazes de calar o clamor dos hormônios, que diziam ser a “química da relação”, eles não conseguiram alimentar o desejo daquela pessoa que ansiava encontrar alguém que seria o seu complemento.
Infelizmente, tal situação também é vivida com aqueles que assumiram o sacramento conjugal. Entretanto, percebe-se que a falta de interesse em retomar o relacionamento, diante de uma crise, é maior entre aqueles que assumiram viver como “namoridos”.

Na vivência do sacramento do matrimônio vamos aprendendo que somos o canal que promove a felicidade do outro. Isto é, a maneira como nos comportamos e agimos nessa empreitada de vida comum, é que trará aos resultados daquilo que almejamos para o compromisso a dois. Assim, as atitudes no dia a dia, e as manobras para vencermos os obstáculos comum do desafio conjugal, precisa ter como foco o bem estar da outra pessoa.

Contudo, muitos casais não querem seguir as primícias estabelecidas de um relacionamento a dois. Mesmo que tenham uma vaga idéia sobre a vida comum, insistem em viver seus caprichos, e o compromisso com a felicidade, muitas vezes, fica preso na condição do egoismo, da autorealização e muito longe do vínculo com a pessoa que se diz amar.

Um abraço

Dado Moura
Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Noite.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

A Pessoa Neurótica


A pessoa neurótica parte do princípio de que os outros têm a obrigação de lhe dispensar atenções especiais, satisfazer todas as exigências advindas das suas inibições e conflitos. Acha que não cabe a ela cuidar de seus problemas, afinal, os outros criaram e colocaram esse mal dentro dela. Para a pessoa neurótica, tudo que possa pensar, falar ou desejar não deverá ter conseqüências negativas, pois a não satisfação desse desejo será sentida como frustração, ofensa e mais ressentimento acumulado.

O neurótico impõe uma completa isenção de responsabilidade em relação aos seus atos. Quando se sente inferiorizado, julga-se no direito de dizer e fazer tudo que ache importante, pois o mundo deveria estar a seu serviço “depois de tudo que ele já sofreu". Por vezes, percebe-se o neurótico por ser arrogante e vingativo; compelido a ofender os outros e, apesar de tudo que possa fazer aos mais próximos, acha que ninguém deveria se ofender com o seu modo de ser “explosivo” e “sincero”. Este é o famoso “eu fui criado desse jeito, quem quiser que agüente!”. A idéia de não ter nascido com sorte é o disfarce perfeito para o sentimento de inveja, cheio de ressentimento em relação a qualquer pessoa que seja mais afortunada em sua vida.

A pessoa neurótica se recusa a perceber que os outros também possuem necessidades e limitações. As necessidades dos outros nada significam para ela, ou melhor dizendo, significam mais uma vez que ele está em segundo (pra não dizer último) plano em relação ao interesse dos outros. As necessidades do neurótico devem ter prioridade absoluta. Não percebe que mantém em seu interior necessidades neuróticas. Aliás, a simples menção dessa possibilidade é recebida imediatamente como ofensa. Pode, no máximo, dar-se conta de certas expressões de impaciência e intolerância. Não gosta de pedir algo aos outros, ou de dizer ‘muito obrigado’. Entretanto, não se dá conta de que julga que, para os outros, dizer a ele um “muito obrigado” é o mínimo.

O neurótico espera obter o que deseja sem fazer o esforço necessário para conquistá-lo. Se se sente só, não admitirá que precisa chamar alguém; pois o outro tem a “obrigação” de procurá-lo. Para poder gozar de certos favores especiais, tenderá a exagerar as suas qualidades e seus méritos pessoais. Isso tudo é, naturalmente inconsciente.

Vamos tornar consciente a sua auto-percepção para que assim, você possa gozar plenamente das relações e dos momentos de sua vida?

Marcelo Bonachela
 Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Tarde.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Liberte o Seu Opressor


Perdemos muito tempo de nossas vidas pensando ‘o desejo do outro’. Raramente estamos certos do que fazer. Claro que estou no campo das emoções, de manter ou interromper um relacionamento amoroso, de se afastar de pessoas nocivas a nossa auto-estima...
Os dramas de nossas vidas são o puro reflexo da visão mais íntima que temos de nós mesmos. Alguns de nós acreditam que merecem a injustiça e que aquilo, no fundo, está lapidando sua alma e aprimorando seu processo de evolução. Muitos não conseguem perceber que isto não passa de um julgamento ‘pseudo reflexivo’.

Pense bem. Julgamos o tempo todo. É praticamente impossível não julgar. Na filosofia clássica, dividimos os juízos em ‘juízo de fato’ e ‘juízo de valor’. Por mais sensorial e preciso, o seu juízo de fato está, inevitavelmente, envolto por valores estéticos, morais, religiosos... mesmo que você esteja apenas olhando para uma parede.

Você se perceberá muito mais autêntico e leve quando começar a questionar a si mesmo. Não perca seu tempo tentando imaginar o que aquela pessoa que lhe faz mal planeja. Ela está apenas vivendo, do modo dela e como ela julga ser interessante. Aprenda a cuidar da sua vida e de seus interesses.

Aprenda a pensar porque você se permite vitimizar por essa pessoa. Questione porque você não se liberta dessa força de atração destrutiva. Afinal de contas, quem é o monstro? Quem se diverte destruindo ou quem se permite ser destruído?
Com certeza se você é adulto e ainda legitima a presença perversa de seu opressor, saiba que você é o monstro que aprisionou o seu opressor neste papel. Você não permite que ele mude e cresça como pessoa. Você, covardemente, precisa de seu opressor para justificar a sua covardia em relação à vida. No fundo, você sente não ser capaz de se libertar de suas infundadas crenças sociais e religiosas.

Pense e liberte-se. Deixe de ser um peso para o mundo e acredite que você é capaz. Acredite que você vale a pena (mesmo que seu opressor e os outros não concordem). Pense que eles representam apenas um diminuto grão de areia na imensidão da vida. Ao menos para você, seu projeto é significativo e isto é tudo que você precisa para iniciar a sua linda caminhada de vida.

Marcelo Bonachela
 Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Tarde.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

O Seu Valor


"Não dá para ver o caminho com os olhos cheios de lágrimas.
nem para enxergar o futuro, preso no passado."
A depressão, a angústia, o medo e a incerteza, são fugas de nós mesmos, do nosso desamor.
Quem se ama, se redescobre todos os dias.
Está sempre buscando, sempre encontrando, não carrega mágoas permanentes, não se deixa levar pela emoção do agora, prefere a serenidade do tempo, que tudo responde, tudo resolve.

Não fuja de você, não se furte!
Ao olhar no espelho descubra-se!
Há uma imensidão de oportunidades no dia, há pelo menos 10 bilhões de pessoas no mundo, 10 bilhões de oportunidades, de encontros, de união, esperança, recomeço e possibilidades.

O que você vai fazer a mais por você neste dia?

Pergunte-se, questione-se e realize.
Ame-se profundamente, tenha orgulho de você, não espere ninguém dizer o quanto você vale, a sua etiqueta de preço alto, deve estar estampada no alto da sua cabeça, para que todos saibam; que você merece respeito, pois se respeita, e está aqui, pronto para ser feliz, e se é a própria vida quem diz, quem vai duvidar?
É tempo de se abraçar, se respeitar, se aceitar e se amar.

Paulo Roberto Gaefke
 Meus amigos(as) desejo a todos um ótimo Dia.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

terça-feira, 24 de junho de 2014

Paciência sim, comodismo não!


Paciência sim, comodismo não!
Tenha paciência sim, mas não fique assistindo tudo de braços cruzados. A casa pode estar pegando fogo, mas um “baldinho” de água que você jogar pode ajudar a salvar parte do imóvel.
Nós somos danados para nos acostumarmos com tudo, com as coisas boas e as coisas ruins, e por incrível que pareça, nós cedemos mais pelas coisas ruins, pelas situações chatas do que pelas coisas boas.
Será que somos masoquistas?

Um dia uma coisa, uma pessoa te chateia, você deixa pra lá e em nome de uma amizade, de um respeito ou sei lá o que , você aceita, vai aceitando, vai engolindo até que explode. Até que um dia não tem mais o que fazer, não existe mais maneira de mudar a situação.Paciência sim, comodismo não!
Sua voz deve falar de amor, mas dizer sim para tudo nem sempre é amor, alias, existe mais amor no “não bem dado”, que no sim forçado. Então, aja com a razão.
Não aceite as coisas prontas, as situações resolvidas.
Chegaram no seu espaço e querem passar por cima de você?
Não permita, com respeito e firmeza imponha-se, mostre-se, exija respeito.
Na sua casa estão gritando muito, não estão te ouvindo? Suba na cadeira, rode a baiana, remexa as cadeiras e mostre quem está falando.
Não permita que a bagunça vire festa e que o mundo caia bem na sua cabeça.
Nós somos engraçados:- atravessamos a cidade para levar um quilo de fubá naquela campanha dos carentes de “Quixindó do Sul”, e não somos capazes de levantar o traseiro da cadeira para fazer uma caminhada de meia hora, três vezes por semana que pode salvar a nossa vida.
Paciência tem limite, assim como a dor, a preguiça, o choro, o desespero, e tudo mais que possa ameaçar a sua paz.
Você só vai continuar sofrendo se permitir, se você esquecer o que é realmente importante nesse mundo: você.
Bote fé na sua capacidade de resolver o que você determinar.
Deus leva a maior fé em você!
Não o decepcione!
Eu acredito em você

Paulo Roberto Gaefke
Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Noite.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

O Melhor de Mim



Sofremos pelo que não temos, e muitas vezes,
pelo que acreditamos que era nosso,
e na verdade, nunca foi.

Sofremos, pela incerteza do amanhã
que não nos pertence,
mas que tentamos controlar.
Sofremos pelas amizades e afinidades
que tentamos dominar, possuir sem medidas,
e que se afastam de nós.
Sofremos pela doença que podemos ter,
pela gripe que pode virar bronquite,
e nos abatemos.

Sofremos pelo medo do imponderável,
pelo que não podemos medir,
pelo que não vemos, mas as vezes, podemos ouvir,
e nos trancamos.
Sofremos pelas nossas faltas,
e nos abatemos com as dificuldades que criamos,
e estagnamos.

Por isso,
as notas que não tiramos, as provas que não passamos,
os amores que não vivemos, o abraço que perdemos,
os cadernos amarelados, os cheiros da infância,
a velha chupeta guardada ou perdida,
são doces lembranças, mas até nelas, sofremos.

Sofremos, porque não queremos nada simples,
nem simplesmente viver,
em simplesmente amar.
Temos medo de nos entregarmos
definitivamente ao amor,
medo de sofrer uma dor maior,
por isso, sofremos,
até pelo que não sabemos.

E hoje,
sabendo que o sofrer é uma antecipação da dor que nem sempre viveremos,
vou procurar conquistar aquilo que realmente me cabe,
e se a dor me visitar, vai me encontrar mais forte,
porque tenho a exata medida de tudo o que já passei,
e sou o fruto maduro dessa árvore chamada, vida.

Paulo Roberto Gaefke
 Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Tarde.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Aprenda a conter o choro e a liberar o seu lado feliz


Chega de competir tanto! Chega! Deixe a vida fluir normalmente! Simplesmente viva, sinta e ame!

Deixe explodir sua alegria! Traga pra fora a sua doçura! Aprenda a conter o choro e a liberar o seu lado feliz. Dê mais gargalhadas! Não esconda tanto os seus medos e nem se deixe parecer tão invencível.

Chega de tentar controlar tanto... Seja transparente, principalmente com você mesmo! Ser transparente é simplesmente ser sincero, viu? Mas talvez ser transparente seja mais do que isso: é ter coragem de se expor, de ser frágil, de chorar, de falar o que vai dentro do seu coração...

Ser transparente é deixar cair as máscaras. As mesmas máscaras que talvez a vida te impôs nesses anos todos! Ser transparente é permitir que a sua doçura venha pra fora, que se aflore, que se transborde.

Por que será que a maioria das pessoas decide não correr riscos? Quando não se corre risco, fica a dureza da razão! Pare de preferir o nó na garganta do que as lágrimas que brotam da sua alma, tá? Pra que manter a imagem que te dá a falsa sensação de proteção e de força?

Perceba logo que é um bem precioso compartilhar! Dê essa oportunidade a você e a chance para o outro de saber o que vai no fundo do seu coração! Aposto que você tem uma saudade desesperada de você mesmo, daquilo que pulsa e grita dentro do seu peito, mas que não está tendo coragem de mostrar...

Vamos, solte-se! Liberte-se! Viva! Você sabe que não tem nada de fraco, nada de bobo, nada de menos que o outro, nada de frágil em se mostrar. Abra as portas do seu coração!


"A vida não é medida pelo número de vezes que você respirou,
mas pelos momentos em que você perdeu o fôlego de tanto rir, de êxtase, de felicidade"

Luis Carlos Mazzini
 Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Noite.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

Saia da sua zona de conforto: a vida é bem mais interessante do que você imagina!


Quem leva uma vida certinha, segura e previsível nunca poderá saber se é uma pessoa extraordinária e espetacular! Isso mesmo: aventure-se!

Em algum lugar alguma coisa fará você passar por um teste para o qual não estava preparado e que não gostaria de enfrentar. A vida é assim e não tem como optar somente pela calmaria. Na turbulência pode estar uma nova razão de viver!

Portanto, ouse mais! Desafie-se mais! Aceite as circunstâncias de sua vida para que a sua grandeza possa ser vista, tá? Nunca mais aceite uma vida monótona, "sem sal e sem açúcar".

Você nasceu pra ser grande e voar bem alto! Saia da sua zona de conforto: a vida é bem mais interessante do que você imagina! Saia do quadrado, pô! Ninguém deveria permanecer na monotonia e nem levar uma vida previsível, viu? Ainda mais você que sabe que pode ser criativo, batalhador, guerreiro!

Saiba quem você é! Saiba o que você pode realizar! Saiba onde quer chegar! E dê de presente pra você mesmo essa força, essa chance de viver uma vida nova, digna, completa, plena, inteira.

Esforce-se mais. Tente de novo! Tente algo de novo em sua vida! Corra mais riscos! Dê mais um passo! Permita-se provar coisas novas! Dê mais uma chance pra você! Perdoe-se! E perdoe quem precisa do seu perdão! Experimente uma vida nova, agora! Levante, sacuda a poeira e dê a volta por cima!


"Você tem sim a capacidade, o direito e o dever de melhorar a si próprio"

Luis Carlos Mazzini


Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Tarde.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

Quem é Você?


Para onde essa pergunta o remete? Eu confesso que se eu tiver que responder de bate-pronto, uma pergunta dessa, sinceramente não saberia respondê-la. Vivemos anos e anos, nos especializamos em várias atividades profissionais, nos relacionamos com tantas pessoas, fazemos tantos amigos, que ao longo da estrada ficam no caminho. Somos pais, chefes de família, mães administradoras da família, diretores, colaboradores, amantes, amigos, colegas, maridos esposas, filhos e filhas.

Mas sabemos quem realmente somos?

Experimente sentar-se em um fim de tarde, em algum lugar que seja tranqüilo para você, de preferência em meio a natureza, relaxe seu corpo e mente, coloque-se confortavelmente nesse lugar, procure olhar à sua volta; preste atenção aos ruídos da natureza, o canto dos pássaros, o som do vento entre as folhas, o balançar das flores, o brilho do sol já se pondo... respire fundo diante do que vê à sua volta.

Caso você não conheça ou não tem como ir a um lugar parecido, procure tê-lo em sua mente e procure sentir as mesmas sensações.

E pergunte - quem eu sou? O que estou fazendo nesse mundo?

Você irá sentir a resposta vindo de dentro de si, lá dentro da sua alma e essa resposta eu tenho certeza que só servirá a você e a mais ninguém, sabe por quê?

Porque você é única e igual a você não existe ninguém mais, você é a sua individualidade, portanto, sem se conhecer realmente, ficará difícil mensurar a grandiosidade do seu ser, mensurar o porquê está aqui entre nós.

O que aparentamos ser nada tem a ver com o que realmente somos. Não queira tomar como direção para a sua vida esse exterior que está à frente dos seus olhos; esse exterior, violento, frio, retorcido, desfigurado, barulhento e pouco acolhedor; esse inconsciente coletivo que escraviza e cega a humanidade levando-a para o limbo e para o umbral onde está o lixo que nenhum de nós pode suportar. Tenha em mente que você é um ser de luz e que dentro de si estão todas as respostas que precisa saber para os seu males aqui nesse mundo físico.

Pare, medite procure conhecer cada vez mais o seu interior e ouvir em meio ao silêncio das suas meditações a sua voz interior, a voz do seu mestre.

Não se permita ser escravizado mentalmente por pessoas que já são escravas, nesse mundo físico e o que mais querem e puxá-lo (a) para o limbo de onde já se encontram.

Você tem que encontrar a verdadeira resposta de quem é, e da sua felicidade, sua paz de espirito dentro de você, deixando-se desacelerar... o seu ritmo cardíaco, sua respiração, ninguém atinge a paz e se descobre em meio a uma multidão cega ou com falta de luz.

Arranje um canto só seu, onde ninguém poderá invadi-lo.... com seus incensos, velas, luzes, mantras, orações seja lá qual for a sua preferência e reflita, medite e pergunte sempre quem é você?

Pense nisso.

Nelson Sganzerla
 Meus amigos(as) desejo a todos um ótimo Dia.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

domingo, 22 de junho de 2014

Seu silêncio pode adoecer o amor!



Somos os únicos seres vivos que se comunicam por meio das palavras, da linguagem falada. Isso deve ter alguma importância bastante relevante. Porém, infelizmente, muitas vezes temos praticado esse dom -o da fala- de modo extremamente negligente, exagerado, distorcido e equivocado.

Ditos populares sobre esse tema, além do essencial equilíbrio entre falar e ouvir, existem vários: "Falar é prata, mas calar é ouro", "Quem muito fala dá bom dia a cavalo", "Quem muito fala, muito terá de se justificar", entre outros. Um pensamento de que gosto muito é de Antoine de Saint-Exupéry: "A linguagem é uma fonte de mal entendidos".

Ou seja, parece que a sabedoria nos sugere mais silenciar do que falar. Como se o silêncio fosse a forma mais inteligente de solucionar os conflitos. É verdade que pode haver muita paz no silêncio, mas penso que é urgente aprendermos a gigantesca diferença entre o silêncio que apazigua e pacifica, do silêncio que ensurdece, grita, mente e perturba. Aliás, existem silêncios tão perturbadores que podem enlouquecer um ser humano.

Acima de tudo, precisamos aprender a falar com um propósito. Não falar só para jogar sobre o outro as nossas frustrações ou falar só para ofender e impor razões e vontades. Não se trata de vociferar, mas de se expressar, de mostrar ao outro quem somos e o que queremos. E no exercício diário do amor, estou cada dia mais certa de que não pode haver modo mais eficiente de resolver conflitos, aplacar a ansiedade e desfazer mal entendidos do que por meio do uso de uma comunicação clara, direta e sem joguinhos.

Mas, lamentavelmente, por não saberem ou por medo e até covardia, muitas pessoas adotam o silêncio como principal forma de comunicação. Calam-se para "deixar bem claro" que estão bravas, tristes ou insatisfeitas. Recusam-se a falar porque concluem que é óbvio o que está acontecendo e o que estão sentindo e que, além disso, o outro já deveria saber. Há ainda os que prolongam a mudez apostando que o tempo simplesmente resolverá as mágoas e as incertezas. Como se sentimentos não precisassem ser elaborados e digeridos.

Não exagerei quando disse que o silêncio pode enlouquecer uma pessoa. Existimos a partir da linguagem. Descobrimos que somos únicos e separados do outro a partir do momento em que nascemos e por meio da linguagem, do que o outro diz sobre nós, sobre como estamos no mundo e o que provocamos nelas. É assim que nos constituímos, que nos reconhecemos e que nos criamos internamente. É assim que se forma nossa autoimagem.

Claro que quanto mais amadurecemos, mais confiança ganha nossa própria voz, nossas percepções e capacidade de compreender o que acontece fora e dentro de nós. Mas o fato é que relacionar-se com alguém que não se mostra, que não revela o que pensa, sente e quer, é altamente frustrante, desgastante e deprimente. Não há troca verdadeira. Não há encontro de almas. Não há sintonia possível!

Não falar é, muitas vezes, uma forma de torturar o outro, de fazê-lo padecer e sentir a dor do inexplicável, do incompreensível, do imponderável. Sei que a vida não nos dá garantias e que não existem certezas entre dois corações. Sei também que não temos todas as respostas, mas quando podemos olhar para a pessoa que amamos e sentir que no espaço, que separa uma alma da outra, existe uma voz que acolhe, demonstra, abraça, acaricia e confessa o que ali pulsa e vibra, aí sim, descobrimos o que é amor de verdade!

Rosana Braga
Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Noite.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

sábado, 21 de junho de 2014

Onde foram parar todos os seus sonhos?


Será que você é do tipo de pessoa que acha que um pequeno defeito no dedo indicador da mão esquerda, te impede de esculpir as estátuas de seus sonhos? Tem uma frase poderosa que pode ajudar muito: "se eles podem, também posso".

Pense em todas as suas aspirações, sonhos, objetivos e sonhos... Pense nos sonhos que carrega escondidos em seu coração. Aqueles mesmos: os mais secretos, aqueles que só você conhece! Agora pense nas desculpas que tem usado para não realizá-los. Pare com as dúvidas! Nunca mais deixe que as dúvidas, que são sempre traidoras e faz a gente perder o bem que sempre poderíamos ganhar, tomem conta de seus sonhos, tá?

Xô pra lá com aquelas desculpas esfarrapadas de sempre e trate de começar agora a dar vazão ao seu desejo de criar, de amar, de prosperar, de viver intensamente... de ser feliz!

Você é a única pessoa capaz de impedir o seu próprio progresso! Mais ninguém! Siga em frente! Seja corajoso! Seja destemido! Seja muito mais arrojado! Você pode! Você é capaz! Acredite mais e mais em você!

Lembra de quando você tinha sonhos grandiosos, planos aos montes, talvez a ambição de escrever, de pintar, de abrir um negócio ou de fazer alguma espécie de trabalho criativo? Onde foram parar todos os seus sonhos? Volte a ser um sonhador de primeira categoria, tá?

Não deixe mais que todos os seus sonhos percam a posição central em sua vida! Persista! Acredite! E quanto as desculpas, não passam de desculpas mesmo para justificar o fato de que não realizamos os nossos desejos mais profundos!

“Se você fica dizendo que as coisas vão ficar ruins, tem boa chance de se tornar um profeta, viu?”

Luis Carlos Mazzini

Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Noite.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

Objetivo do Ser


Às vezes nos perguntamos o que eu faço aqui, para que existo, ou qualquer coisa afim. Dúvidas nos assolam o pensamento e é natural, mas nos perdermos nos devaneios e acabamos por tirar conclusões descabidas de que o que falta-nos é o ter e o poder necessários ao bem viver. Partimos então descomedidamente a esta procura em busca da tal felicidade.

Sem medir esforços e até mesmo contra nós, objetivamos o que queremos, ou melhor, achamos erroneamente que queremos. Ademais quando descobrimos que apesar de gastar nossas forças e energias para o intento, e quando conseguimos continuamos
a ser o que sempre fomos.

Tudo o que é matéria não nos altera o estado do ser, e sim somente o estado do ter. Descobrimos que de nada adiantou tanta busca, tanto trabalho e vigor empenhado.

Perplexos caímos na realidade de que nosso eu, nosso ser, continua com os mesmos problemas, neuras, distúrbios e para nossa profunda tristeza mais agravados. Buscamos então uma forma de recompensar em cuidados de terapia, psicólogos, psiquiatras, cuidados medicamentosos de alopatia, homeopatia, enfim, começamos a gastar sem medidas o que sem medidas galgamos.

Contudo, apesar de nossa mobilização para o fato, nossa energia empregada nada surte efeito, até que descobrimos que o verdadeiro sentido da vida é a busca das melhorias do ser interior. A inteligência esta em buscar a felicidade, que por sua vez, está em buscar o nosso bem estar através de nossos procedimentos certeiros e convictos da existência da eternidade.

Valor incomensurável é passarmos alguns momentos com quem gostamos, de um ato de amor, de sorrir para quem é absolto e alheio, ajudar um velhinho atravessar a rua, dar uma bala a uma criança, estender a mão a um companheiro de trabalho no momento que lhe é mais penoso, arrancar um sorriso de um coração sofrido, saciar a fome de quem dorme no desespero, abraçar alguém e dizer como eu gosto de você ... Fazer o bem... Mas de coração...

Estes são valores que dignifica e plenifica o homem, dando satisfação de viver e, por conseguinte abrimos as portas para oportunidades de melhorias em todos os campos de nossas vidas.

Atentemos para a busca desta plenificação interior, seremos pais, filhos, chefes, amigos, companheiros felizes e conscientes do nosso papel dentro deste planeta azul e maravilhoso, pois, este é o verdadeiro objetivo do ser.

Que a luz encontre permanente morada em vossos corações fazendo-lhes seres especiais a liderarem outros que ainda necessitam de uma luz para se guiarem.

No amor e na luz

Leontina Rita Acorinti Trentin
 Meus amigos(as) desejo a todos um ótimo Dia.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Não Se Julgue


...As pessoas julgaram-no, e você deve ter aceito as idéias delas sem nenhuma investigação. Você está sofrendo de todas as espécies de julgamento das pessoas, e você está jogando esses julgamentos nas outras pessoas. E todo esse jogo desenvolveu-se além da proporção - a humanidade inteira está sofrendo disso.

Se você quiser livra-se disso, a primeira coisa é esta: não se julgue. Aceite humildemente sua imperfeição, seus fracassos, seus erros, suas faltas. Não há nenhuma necessidade de fingir outra coisa. Seja você mesmo: "É assim mesmo que eu sou, cheio de medo. Eu não posso andar na noite escura, não posso ir lá na densa floresta.". O que há de errado nisso? - é humano.

Uma vez que você se aceite, você será capaz de aceitar os outros, porque você terá uma clara visão interior de que eles estão sofrendo da mesma doença. E a sua aceitação deles, os ajudará a aceitarem-se.

Nós podemos reverter todo o processo: aceite-se. Isso o torna capaz de aceitar os outros. E porque alguém os aceita, eles aprendem a beleza da aceitação pela primeira vez - quanta tranquilidade se sente! - e eles começam a aceitar os outros.

Se a humanidade inteira chegar ao ponto onde todo mundo é aceito como é, quase noventa por cento da infelicidade simplesmente desaparecerá - ela não tem fundamentos - e os seus corações se abrirão por conta própria e o seu amor estará fluindo".
Trecho em itálico de Osho no livro The Transmission of the Lamp

Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Noite.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

As Faces do Medo


Pense um pouco: como você reage quando se sente inseguro?

Em geral, quando agimos de modo instintivo, acabamos expressando o medo de uma forma disfarçada, como se fosse outra emoção, ou temos algum tipo de comportamento inadequado à situação.

O ideal é sair do círculo vicioso das reações instintivas e passar a analisar cada situação, tomar decisões e então agir adequadamente.

Mas, infelizmente, a maioria das pessoas, assim como qualquer outro animal, tende a ter uma destas reações instintivas quando está com medo: ou ataca o que o ameaça, ou simplesmente foge do que representa o perigo.

Vamos imaginar um atleta na véspera da final do campeonato. A pressão é grande, as cobranças são muitas, o futuro de sua carreira depende dos seus resultados no dia seguinte.

É natural que ele se sinta ameaçado e sinta medo do que vai enfrentar. Então, ele pode optar pela reação de ataque: brigar com o técnico, reclamar dos colegas que não estão ajudando a equipe, ou se irritar por qualquer bobagem.

Ou ainda pode escolher a reação de fuga: reclamar de dores no corpo para não ter de competir, ficar com saudades de casa, ter crises de choro, sentir-se incapaz de disputar a partida do dia seguinte.

Em um caso como esse, se o médico da equipe disser para o atleta que está tudo bem com o seu corpo e que ele está apenas com medo do desafio, o atleta pode virar sua agressão contra o médico.

Raramente uma pessoa que está assustada percebe ou admite isso, pois é bastante comum que o medo se apresente disfarçado. Ele assume várias faces, que não permitem que ele seja identificado à primeira vista.

Roberto Shinyashiki
 Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Tarde.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Chega de perder tempo, energia e oportunidades!


Existe sim algo infinitamente maior pairando no ar, nas nossas vidas.

Com toda certeza não podemos mais desperdiçar nossa vida! Não! Chega de perder tempo, energia e oportunidades! Tudo isso aqui que vivemos é muito maravilhoso e mágico! Mas ao mesmo tempo vulnerável, efêmero....

Se ninguém é de ninguém, também é verdade que ninguém está só, certo? E nada nesse mundo acontece por acaso! Nadinha! É por isso e muito mais que existe a fé, viu? É por isso que existe a esperança! É por isso que existem os sonhos!

Quantos leões você vai ter que matar no dia de hoje? Vença suas batalhas com o seu crescimento pessoal. Aqui está o segredo: crescer por dentro!

Mantenha viva a sua fé. Mantenha sua fé acesa: como uma tocha para lembrar que cada dia é diferente e melhor, só dependendo de você mesmo! Cada dia é um novo dia, uma nova chance! Lembre-se que as pessoas que nos magoam são veículos de aprendizado! E por isso mesmo devem ser perdoadas! Seu objetivo é a evolução, viu? Queira crescer! Deseje a você mesmo ser bem melhor do que ontem, tá? Repito: existe algo infinitamente maior pairando bem em cima de sua cabeça!

E sonhe alto! Sonhe muito! Não permita mais que seus sonhos sejam trocados por lembranças, tá? É assim que se envelhece: quando se tem mais lembranças do que sonhos! Volte a sonhar já, tá? Pois a grande verdade é que você é a pessoa que escolhe ser. Todos os dias você decide se continua do jeito que é ou muda, ok?

Tudo pode ser mudado num piscar de olhos! Tudo!


"Um coração alegre faz tanto bem quanto os remédios"

Luis Carlos Mazzini
 Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Noite.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

Vá Além dos Seus Limites


Você já parou para pensar quais são os seus limites?
O que é que você pode ou não realizar na sua vida, independentemente do setor, seja ele profissional, pessoal, financeiro, familiar?
Onde aprendemos o que é ou não possível fazer?

Normalmente aprendemos isso na nossa educação familiar, escolar e profissional. Além disso, no decorrer da nossa vida isso também acontece em relação às pessoas com as quais convivemos, respeitamos e admiramos. Isso com certeza ajuda a cada um de nós a melhorar nossa capacidade de interação com as pessoas em geral, pois a grande maioria continua definindo seus limites baseados nisso. Porém, você já parou para pensar que só existe uma pessoa como você? Podem existir pessoas parecidas, talvez assustadoramente iguais, mas não são iguais. A sua existência é única. Você é único. A estrada da sua vida é sua e de mais ninguém. É resultado de suas escolhas, experiências e aprendizagem e daquilo em que você acredita ou não.

Acontece exatamente dessa forma, como você percebe e se relaciona com mundo em que vive é fruto de como você vê o mundo e você vê o mundo baseado naquilo que acredita sobre ele. Imagine a seguinte situação: Você foi apresentado a um problema no seu trabalho. Se você pensar que não é capaz de resolvê-lo, não será capaz de resolvê-lo realmente. Vou explicar: quando você determina para a sua mente um comando, ela naturalmente busca como realizar a tarefa. Se a primeira informação que ela recebe é de que você não é capaz de fazer isso, sua criatividade se fecha, pois, afinal, não vai adiantar nada, não dá pra fazer mesmo e suas sensações físicas tendem a ser de desconforto, irritação e até de mau humor.

Emoções limitadoras são ativadas reforçando sua incapacidade realizar aquela atividade, projeto ou mesmo uma meta de produção. E com todo o seu corpo e mente jogando contra, vai ser muito difícil ganhar esse jogo. Dessa forma, utilizamos todo o grande potencial humano para não realizar as tarefas, ou resolver problemas e, assim, passamos a ter mais um problema, pois começamos a acreditar que não somos bons o suficiente. A sua auto-estima começa a ser comprometida, seu grau de certeza em relação à vida fica abalado. Você pode se perguntar se acontece tudo isso apenas por causa de um problema que pensou não ser capaz de realizar. Sim, em segundos isso ocorre, e cada vez mais você vai ter menor capacidade de resolver problemas, atingir objetivos e realizar metas.

Olhe ao seu lado, entre as pessoas com quem você convive. Quanto mais problemas essa pessoa é capaz de resolver, normalmente ela é mais bem remunerada, seu trabalho é necessário, seu poder de decisão tende a crescer. Isso ocorre porque essa pessoa acredita que é capaz de fazer aquilo a que se propõe. Cada vez mais coisas que antes pareciam ser improváveis, de serem realizadas, serão realizadas. Situações adversas serão resolvidas por quem acredita ser capaz de realizar e busca os recursos necessários para isso. Talvez você seja assim, talvez não, mas o fantástico é que você pode mudar isso se quiser. Sim, se você acreditar que pode, da mesma forma sua mente começará a trabalhar para viabilizar aquilo que você deseja. Opções começarão a aparecer, você perceberá mais claramente o que tem de aprender para realizar aquilo que deseja, pois o alicerce já foi formado. Você acreditou no seu poder de superação e realização.

Henry Ford, o criador da Ford e das linhas de produção, no início do século passado já nos dizia: “se você pensa que pode, ou se você pensa que não pode, não importa. De qualquer forma você está certo”.

Agora, nesse exato momento que você está lendo este artigo, você pode ir além dos seus limites. Convido você a tomar uma decisão: Vou fazer desse dia um grande dia! Vou escolher emoções positivas que me permitam aprimorar as minhas habilidades empresariais, comerciais, de relacionamento com clientes e colegas de trabalho para que eu seja capaz de realizar mais do que estou normalmente acostumado a realizar. Dessa forma, você começa a expandir o seu padrão de comportamento. Que emoções são essas? Alegria, entusiasmo, bom humor, positividade (otimismo) são alguns exemplos. Associe a isso determinação, coragem, comprometimento, amor e a disposição de continuar crescendo e se superando e descobrirá como você é capaz de ir além dos seus limites.

Jô Furlan
 Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Tarde.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

Seja Um Vencedor!


Nunca mais espere pela inspiração para começar a fazer qualquer coisa, viu? Vá e faça! Sabe por que? A ação é que gera a inspiração. Pode perceber isso hoje?!

Você tem hoje, mais uma vez, o privilégio de viver um novo dia! Mais uma chance de levar esse dia do jeitinho que bem entender. Sua atitude pode fazer a grande diferença neste dia, certo?

Esteja aberto para todas as informações que passarem diante de você e seja sensível o suficiente para entender cada toque que vier através de outros canais de percepção. Abra o olho! E o coração também!

Ao selecionar bem o mundo de informações que está chegando a uma velocidade incrível, procure tirar sempre o melhor proveito delas. Provoque mudanças! Você pode, você é capaz! Não pelo egoísmo de ver tudo funcionando do seu jeito. Mas pelo benefício que uma nova atitude pode trazer para um conjunto. O Universo precisa de você, viu?

Hoje você tem a oportunidade de usar sua inteligência e seus talentos para romper limites, para se superar! Não pela arrogância que a vitória pode trazer, mas pela certeza de que é sempre possível melhorar.

Supere sua dor! Vamos, supere tudo isso que está passando com força e com a cabeça erguida. Seja um vencedor! Há um prêmio à sua espera! Acredite! Busque a alegria e viva com aquela sensação otimista de quem sabe lutar sem esmorecer. É preciso melhorar sempre!

Que cada atitude sua hoje seja a busca da evolução, do progresso, do desenvolvimento e da prosperidade. Sua e dos outros! Combinado?


Luis Carlos Mazzini
Meus amigos(as) desejo a todos um ótimo Dia.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

quarta-feira, 18 de junho de 2014

ABUNDÂNCIA


Quem nós pensamos que somos está intimamente ligado a como nos consideramos tratados pelos outros.

Muitas pessoas se queixam de que não recebem um tratamento bom o bastante.
"Não me tratam com respeito, atenção, reconhecimento, consideração.
Tratam-me como se eu não tivesse valor", elas dizem.

Quando o tratamento é bondoso, elas suspeitam de motivos ocultos.
"Os outros querem me manipular, levar vantagem sobre mim. Ninguém me ama."
Quem elas pensam que são é isto:
"Sou um pequeno eu' carente cujas necessidades não estão sendo satisfeitas."

Esse erro básico de percepção de quem elas são cria um distúrbio em todos os seus relacionamentos.

Esses indivíduos acreditam que não têm nada a dar e que o mundo ou os outros estão ocultando delas aquilo
de que precisam.
Toda a sua realidade se baseia num sentido ilusório de quem elas são.

Isso sabota situações, prejudica todos os relacionamentos.
Se o pensamento de falta - seja de dinheiro, reconhecimento ou amor –se tornou parte de quem pensamos que somos, sempre
experimentaremos a falta.

Em vez de reconhecermos o que já há de bom na nossa vida, tudo o que vemos é carência.

Detectarmos o que existe de positivo na nossa vida é a base de toda a abundância.

O fato é o seguinte: seja o que for que nós pensemos que o mundo está nos tirando é isso que estamos tirando do mundo.
Agimos assim porque no fundo acreditamos que somos pequenos e que não temos nada a dar.

Se esse for o seu caso, experimente fazer o seguinte por duas semanas e veja como sua realidade mudará:

Dê às pessoas qualquer coisa que você pense que elas estão lhe negando - elogios, apreço, ajuda, atenção, etc.
Você não tem isso?
Aja exatamente como se tivesse e tudo isso surgirá.

Logo depois que você começar a dar, passará a receber.
Ninguém pode ganhar o que não dá.
O fluxo de entrada determina o fluxo de saída.

Seja o que for que você acredite que o mundo não está lhe concedendo você já possui.
Contudo, a menos que permita que isso flua para fora de você, nem mesmo saberá que tem.
Isso inclui a abundância.

A fonte de toda a abundância não está fora de você.
Ela é parte de quem você é.
Entretanto, comece por admitir e reconhecê-la exteriormente.
Veja a plenitude da vida ao seu redor.

A plenitude da vida está presente a cada passo.
Seu reconhecimento desperta a abundância interior adormecida.
Então permita que ela flua para fora.

Só o fato de você sorrir para um estranho já promove uma mínima saída de energia.
Você se torna um doador.
Pergunte-se com frequência:

"O que posso dar neste caso?
Como posso prestar um serviço a esta pessoa nesta situação?"

Você não precisa ser dono de nada para perceber que tem abundância.
Porém, se sentir com frequência que a possui,
é quase certo que as coisas comecem a acontecer na sua vida.
Ela só chega para aqueles que já a têm.

Parece um tanto injusto, mas é claro que não é.
É uma lei universal.

Tanto a fartura quanto a escassez são estados interiores que se manifestam como nossa realidade.

(Eckhart Tolle)
Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Noite.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

De que valerá todo o seu conhecimento se não se conhecer bem a si mesmo?


Bom dia! Te desejo um bom dia de verdade! Mas tem uma condição: este dia só será mesmo um BOM DIA se você se empenhar para isso. Entregue-se totalmente a este dia. Viva com toda a sua intensidade, toda sua capacidade de amar!

Não importa o que você tem para fazer, mas como você vai fazer! Isso é o que conta: o que você faz com dedicação, com amor, com tesão tem o poder de produzir felicidade, sabia?

Mesmo que vá para o sacrifício em tarefas que não são tão prazerosas e fáceis, sinta que você tem o poder de produzir felicidade! É só fazer o que precisa ser feito e bem feito. Nada como a satisfação do dever cumprido honesto e dedicadamente, né? Diz um ditado: "em dia de vitória nenhum soldado volta cansado". Por isso, se envolva completamente naquilo que você faz, agindo por inteiro, plenamente e não pela metade, tá?

Você pode até ter muitos diplomas e estar qualificado para grandes missões e de muita responsabilidade, mas se não der sempre uma atenção especial às tarefas que parecem simples, não conseguirá o sucesso que merece, viu?

O seu talento será reconhecido, a qualquer momento! Independentemente do lugar onde você está e do que estiver fazendo. Faça do seu trabalho um grande motivo de satisfação e de alegria. Procure ser uma pessoa especial dentro do processo em que se encontra.

Seja honesto e coerente consigo mesmo e com os outros. Faça o que for preciso sempre com boa vontade, ok? Seguramente, a recompensa será maior do que o salário que você receberá no fim do mês.

Fique atento à inúmeras oportunidades que estão surgindo. Vamos! Força! Coragem! Acredite sempre e cada vez mais em você mesmo, viu?

Estude mais a sua própria personalidade. Sabe por que? De que valerá todo o seu conhecimento e estudos, de tudo isso que está fora de você, se não se conhecer bem a si mesmo?

"Conheça a si mesmo para viver uma vida mais plena e mais feliz"

Luis Carlos Mazzini
 Meus amigos(as) desejo a todos um ótimo Dia.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

terça-feira, 17 de junho de 2014

Você Merece Estar Aqui!


Que providências tomar para reduzir a confusão em nossa vida? Como viver com simplicidade e alegria? Quem souber me diga correndo!

Ao olhar pra vida da gente, pode-se perceber como ela ficou demasiada complexa. Tem pessoas que chegam a falar sempre que a vida é complicada, ruim, injusta, etc, etc. Cuidado com as palavras que tem dito para expressar o seu viver, heim?! Elas têm poder e podem se tornar a sua realidade, tá? Pare de falar já essas coisas feias porque não é verdade, viu? E você sabe disso!

A essência da vida é simples! Muito simples! E viver é o maior presente que você poderia ganhar! Você merece estar aqui! Merece viver e viver bem! Já pensou se você não existisse? Ser um bom pai, uma boa mãe para os filhos; ser um bom filho para os pais: ter um relacionamento amoroso e afetuoso com amigos, sentir-se necessário a outras pessoas....

Não se perca no ritmo maluco da vida a ponto de perder a visão das coisas simples, importantes e prioritárias em sua vida. Você está sobrecarregado por um excesso de posses e responsabilidades? Não carregue peso demais! Não vale a pena! Volte a ser criança: receptiva, tolerante, confiante, flexiva, alegre... Lembra de como era quando tinha seus 5 ou 6 anos?

Pergunte a si mesmo: Que providências devo tomar a fim de reduzir tanta confusão e viver com simplicidade e alegria?

O que é preciso para levantar o seu ânimo? À medida que aprender a simplificar a sua vida, sentirá liberdade de espírito e leveza de coração. Esses dons inestimáveis são seus quando você aprende a prestar atenção ao que realmente é essencial, viu?

Só você pode decidir o que é essencial em sua vida. Desfaça-se de todo excesso de bagagem em sua caminhada. Sinta-se sempre leve e contente, porque esse é seu estado natural. E admita que você tem grande prazer na simplicidade das coisas.


"E um dom é ser livre e outro dom é ser simples"

Luis Carlos Mazzini
 Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Noite.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

A maneira como você diz as coisas é tão importante quanto o que diz!


Pense bem antes de falar, viu? A sua fala corta e fere. Mas também pode elevar, embelezar e animar! Você escolhe! "Boca fechada não entra mosquito", certo? Mas também perde a chance de conhecê-lo! Precisamos aprender a falar sem machucar, sem magoar!

E você, sabe falar? Consegue falar aquilo que sente? Consegue se expressar com a certeza que estará sendo bem interpretado? Consegue domar a sua poderosa língua?

Tenha consciência ao falar, viu? Ouça mais o que está falando e o jeito que está falando. Saiba que qualquer coisa que você diga tem o poder de afetar positiva ou negativamente as pessoas! Você tem o poder de afastar ou de aproximar as pessoas somente com a suas palavras, viu?

A maneira como você diz as coisas é tão importante quanto o que diz! E às vezes, mais importante ainda, sabia?

Tem muita gente por aí que se orgulha de ser inteiramente franca, de sempre dizer exatamente o que pensa. Mais tarde descobre que esta "virtude" prejudicou seus relacionamentos.

Há ocasiões para uma atitude franca, sem rodeios, quando a verdade pura tem que ser expressa, mas há ocasião de calar, viu? De modo geral, o bom relacionamento com outras pessoas requer uma atitude mais cuidadosa. Todo cuidado é pouco quando você começa a falar. Pare e pense na importância das palavras. A palavra é uma espécie de imã, carregada como uma pilha pela energia da idéia expressa por ela, viu?

O uso continuado de qualquer palavra, com o tempo, acaba se transformando em verdade pra você! Uma simples palavra de apoio é suficiente para renovar as energias de alguém que se sinta desanimado, sabia? As palavras sempre chegam carregadas de poderosa energia. E é por isso que são tão perigosas! É você quem, usas as palavras, admita que elas têm poder! São facas de dois gumes! E o pior: sem cabo! Dependem sempre de como você diz e o que quer dizer!

Seja você mesmo, sempre, a dar o “tom” da conversa. Pense muito antes de falar. E “Nunca deixe de dizer alguma coisa, que, na sua opinião, possa fazer diferença na sua vida e na vida da outra pessoa”. Ouça mais o que está falando! Cuide para que haja mel em sua fala e não veneno, tá?

Torne suas palavras graciosas e ternas, pois talvez você precise engoli-las, viu? Não há prazer maior que a sensação de dizer ao fim do dia: “Tive um bom dia; vivi, pensei e falei, com a firme intenção de fazer o bem.”


"Uma língua afiada é a única ferramenta cortante que se amola com o uso"

Luis Carlos Mazzini
 Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Tarde.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

Fique com o desejo de melhorar o seu viver que o sentimento de frustração pode provocar


Sabia que o sentimento da frustração herdamos de nossos pais? Aliás, somos tão parecidos com eles! Observe seu jeito de andar, de falar e até de sentar e perceba como a tal da genética é forte e poderosa.

E a frustração é algo que também nossos pais nos deram como marca da família. E só de saber isso já é uma grande coisa, né? Afinal, a gente não precisa repetir a história de nossos pais, viu?

Toda vez que você se frustra com o seu trabalho, ele se torna ainda mais difícil, mais massante, o que leva a mais frustração! E quando você se frustra com as ações de outras pessoas, suas atitudes podem reforçar o comportamento ofensivo delas, aumentando ainda mais a sua frustração. Xô com isso!

A porcaria é que a frustração atrai o ressentimento! Mas também pode atrair o desejo de melhorar. Esqueça o ressentimento! Queira ficar livre de todos eles que pra nada servem na sua vida. Servem só para piorar a situação. Seja esperto e fique com o desejo de melhorar o seu viver que o sentimento de frustração pode provocar, tá?

Concentre-se mais na sua vida e como você pode fazer para colocar mais motivação no seu dia a dia. Menos frustração e mais motivação, ok?

Use a energia de sua frustração não para responder com raiva e ressentimento, mas para seguir em frente de maneira positiva. Não veja sua frustração como uma desculpa para sentir pena de si mesmo, tá? Comece a ver toda e qualquer frustração como uma forma de identificar oportunidades e de crescimento em sua vida! E quanto a essa frustraçãozinha que você sente agora, por exemplo, pergunte a você mesmo como pode transformá-la em oportunidade, tá?

Sai pra lá ressentimento! Sai pra lá autopiedade! Sai pra lá frustração!

E para terminar responda rapidinho: quando você era pequeno, você perdia o seu tempo com as pequenas frustrações?


“Não vemos as coisas como elas são, mas como nós somos”

Mensagem de Luis Carlos Mazzini
Meus amigos(as) desejo a todos um ótimo Dia.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

segunda-feira, 16 de junho de 2014

LIMITAÇÕES


A única coisa que limita nossas conquistas é o pensamento de que não podemos conquistar. Realmente não é novidade para ninguém que as pessoas que dizem que podem, podem, e as que dizem que não podem, não podem.

Um homem diz: “Acho que sempre serei um batalhador”. Aí, ele pára de aprender, ignora as oportunidades, não trabalha até mais tarde, não economiza e não tenta porque “não adianta mesmo....”. Dito e feito! Sua profecia se torna verdadeira e ele nunca vence na vida.

Já outro homem diz: “Eu vou vencer, e farei o que for preciso para isso. Trabalharei tanto quanto for necessário; aprenderei tudo que puder e serei tão diferente quanto precisar ser. Eu posso!”. E o homem consegue!

Vale a pena lembrar que há lucros em ambos os casos. O primeiro indivíduo consegue evitar a responsabilidade. Ele sempre pode dizer: “É tudo tão difícil! Faça isso por mim”. Ele foge da oportunidade de exercitar a disciplina pessoal que geraria seu sucesso. E pode até conquistar alguma simpatia, afinal, bancar o bobo e incapaz pode ser muito proveitoso e conveniente. Já os frutos colhidos pelo segundo indivíduo são mais evidentes. Ele alcança seu objetivo. Portanto, vamos reconhecer que há vantagens em ambos os casos.

Em poucas palavras: Somos responsáveis pelas limitações que impomos a nós mesmos. Jogar fora os rótulos que colocamos em nós é o primeiro passo para ter uma vida melhor.

Trecho do livro "Seja Feliz", de Andrew Matthews
Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Noite.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

Escolha Vencedora


Em nosso dia-a-dia, infelizmente, encontramos pessoas que não acreditam merecer serem bem sucedidas e felizes. Pessoas que criam tantas resistências a qualquer tipo de mudança ou novo aprendizado que, às vezes, até parece se sentirem confortáveis na posição de sofredoras ou fracassadas. São adeptas do “está ruim, mas está bom”, um refrão de muito mau gosto e representativo da falta de auto-estima.

Indivíduos assim, quando lhes é proposto algum tipo de mudança de postura ou hábito, têm sempre um “mas” ou um “se” como resposta. Algumas dizem: “mas, e se isso não funcionar comigo?”; outras: “e se alguém não gostar dessa minha nova atitude?”.
São tantas as “muletas” que eles arranjam para continuarem em suas rotinas doentias, que muitas de suas desculpas tornam-se deploravelmente ridículas. Conclusão: tudo isso é resultado do pouco ou nenhum valor que dão a si próprias e da falta de reatividade existencial a que estão submissas.
Por outro lado, embora em número menor, encontramos também pessoas que se autovalorizam, que acreditam em suas potencialidades e que, além de serem autoconfiantes e competentes, crêem ser merecedoras de tudo o quanto conquistam.
Em sendo assim, responsabilizam-se pela realização de seus propósitos, não recuam perante as adversidades e têm consciência de que fazem jus a viver com alegria, leveza e prazer. Além do que, otimistas e motivadas, exercitam a todo tempo o entusiasmo e estão sempre em movimento; aprendendo e buscando o melhor que a vida possa lhes proporcionar.

De modo objetivo convém, então, observar que no cerne destas duas posturas apontadas nesta reflexão está presente, mais uma vez, a questão do direito de escolha, direito este que ninguém devia se furtar de exercê-lo de maneira qualificada, ou seja, de modo consciente. Às vezes, pode até soar simplista afirmar que creditar em si mesmo é fundamental para quem deseja realizar o melhor em sua “luta” existencial, mas, é inquestionável o fato de que só não vence os seus desafios àquele que os vê maior que a sua competência pessoal. Consciente ou inconscientemente, você é o que você escolhe ser!

Boa Reflexão e viva consciente.

Willes da Silva
Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Tarde.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

O Que Você Alimenta Mais?


Um ancião índio norte-americano certa vez descreveu seus conflitos internos da seguinte maneira: "Dentro de mim há dois cães. Um deles é cruel e mau. O outro é muito bom. Os dois estão sempre brigando". Quando lhe perguntaram que cão ganhava a briga, o ancião parou, refletiu e respondeu: "Aquele que eu alimento mais freqüentemente". Esta parábola aplica-se, sobre tudo, quando a questão é como lidar com nossos conflitos interiores, com aquilo que é contraditório dentro de nós como os nossos sentimentos, emoções, hábitos e valores.
Quantas vezes você já se sentiu agoniado em relação a sentimentos conflitantes dentro de si? Quanto você já se desgastou ao ter que optar entre aquilo que lhe era permitido fazer, em contradição ao que você deveria fazer? Pois é, ter clareza de sentimentos talvez seja o primeiro passo alojar dentro de si o equilíbrio necessário para tomar decisões conscientes e promissoras. A ninguém é dado obter paz de espírito se, por exemplo, vive a alimentar-se de raiva ou mágoa, se passa o tempo a guardar dentro de si insatisfações ou frustrações, posto que, estes são elementos extremamente nocivos e autodestrutivos.

Por ignorarmos que somente encontraremos soluções sólidas quando nos permitirmos observar com maior isenção a nós mesmos e nos responsabilizarmos pelos nossos acertos ou desacertos, temos o hábito de preguiçosamente procurar fora de nós a explicação para nossos desconfortos e fracassos. Porém, o aprendizado consciente nos revela que, se pretendemos instaurar em nós harmonia duradoura, serenidade e paz, não há outro caminho senão o de alimentar o que há de melhor em nosso próprio interior. Explorar a fundo nosso ser em busca de nossos melhores valores e qualidades é tarefa intransferível, trazer à nossa mente a clareza de bons propósitos é fundamental para nutrir com freqüência nossa polaridade positiva e motivar nossas ações tornando-nos, assim, aptos a sermos vencedores no bom e salutar combate da vida.

Boa Reflexão para você.

Willes da Silva
Meus amigos(as) desejo a todos um ótimo Dia.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco