segunda-feira, 16 de junho de 2014

Escolha Vencedora


Em nosso dia-a-dia, infelizmente, encontramos pessoas que não acreditam merecer serem bem sucedidas e felizes. Pessoas que criam tantas resistências a qualquer tipo de mudança ou novo aprendizado que, às vezes, até parece se sentirem confortáveis na posição de sofredoras ou fracassadas. São adeptas do “está ruim, mas está bom”, um refrão de muito mau gosto e representativo da falta de auto-estima.

Indivíduos assim, quando lhes é proposto algum tipo de mudança de postura ou hábito, têm sempre um “mas” ou um “se” como resposta. Algumas dizem: “mas, e se isso não funcionar comigo?”; outras: “e se alguém não gostar dessa minha nova atitude?”.
São tantas as “muletas” que eles arranjam para continuarem em suas rotinas doentias, que muitas de suas desculpas tornam-se deploravelmente ridículas. Conclusão: tudo isso é resultado do pouco ou nenhum valor que dão a si próprias e da falta de reatividade existencial a que estão submissas.
Por outro lado, embora em número menor, encontramos também pessoas que se autovalorizam, que acreditam em suas potencialidades e que, além de serem autoconfiantes e competentes, crêem ser merecedoras de tudo o quanto conquistam.
Em sendo assim, responsabilizam-se pela realização de seus propósitos, não recuam perante as adversidades e têm consciência de que fazem jus a viver com alegria, leveza e prazer. Além do que, otimistas e motivadas, exercitam a todo tempo o entusiasmo e estão sempre em movimento; aprendendo e buscando o melhor que a vida possa lhes proporcionar.

De modo objetivo convém, então, observar que no cerne destas duas posturas apontadas nesta reflexão está presente, mais uma vez, a questão do direito de escolha, direito este que ninguém devia se furtar de exercê-lo de maneira qualificada, ou seja, de modo consciente. Às vezes, pode até soar simplista afirmar que creditar em si mesmo é fundamental para quem deseja realizar o melhor em sua “luta” existencial, mas, é inquestionável o fato de que só não vence os seus desafios àquele que os vê maior que a sua competência pessoal. Consciente ou inconscientemente, você é o que você escolhe ser!

Boa Reflexão e viva consciente.

Willes da Silva
Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Tarde.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

Nenhum comentário:

Postar um comentário