quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

O que serão dos nossos velhos?

Porque será que maltratamos tanto os nossos velhos? Essa é uma pergunta que insiste em não se calar. De imediato identificamos a falta de escolaridade como fator fundamental a tal brutalidade e insensibilidade.
Uma pessoa idosa ou uma mulher com uma criança de colo ou em adiantado estado de gestação em pé e o infrator sentado na poltrona que preferencialmente deveria ser sua, é uma visão normal do nosso dia a dia. Até tentamos justificar que o infrator não deve saber ler o que está escrito no aviso. Mas, o que dizer das pessoas que estacionam seus automóveis nas vagas direcionadas aos idosos e aos deficientes? Alguns desses cidadãos, até possuem formação superior. E aí? Dá pra entender que não é apenas um problema de escolaridade. Temos também constatada a ausência de uma cultura direcionada ao zelo respeitoso aos nossos velhos que tanto deveríamos cuidar.

Seremos Os Velho De Amanhã.
Se não ficarmos no caminho, envelheceremos também. Envelhecer, faz parte da biologia humana
Mas quem nos tratará com respeito e carinho?
Nossos filhos? Talvez.
Os filhos da sociedade equivocada de valores em que vivemos? Com certeza não.
Se não tivermos a coragem em assumir que não estamos fazendo a nossa parte, não tomaremos as providências. Se não fizermos o que tem de ser feito, ninguém virá fazê-lo.
A sociedade imediatista está muito preocupada em o mais rapidamente possível, formar seus filhos em alguma área onde eles possam ser chamados de Doutores? É justamente aí que estão os nossos problemas. Temos agora um(a) Doutor(a), cheio de conhecimentos acadêmicos, são pessoas capazes de serem aprovados em concursos públicos e ocuparem cargos relevantes. Mas, como seres humanos, são pessoas totalmente despreparadas. Eles estudaram em escolas que os preparam para o vestibular e os concursos, mas, insensatos e insensíveis eles decidem com um vocabulário organizado e bem ensaiado, o que fazer e o que não fazer com os nossos velhos. Meras máquinas usadas e ultrapassadas. É assim que estamos tratando os nossos velhos.
Eles não aprenderam com os seus pais, que o primeiro sentimento de cidadania, começa com a qualidade do tratamento que dispensamos às outras pessoas. Não aprenderam também com os seus professores que, acima de dos valores acadêmicos, estão os valores humanos.

Utopia Do Idoso
Como seria um vestibular onde o tema eliminatório fosse um projeto sobre a proteção dos nossos idosos? Fosse também incluído na pontuação das provas: suas necessidades, seus direitos e, sobretudo os nossos deveres para com eles.
Imagine agora um bom hospital geriátrico em cada município.
Uma aposentadoria básica a cada idoso sem renda.
Todas as religiões pregando que a salvação e o dízimo fossem as boas ações aos idosos.
Todos os dispositivos da lei dos direitos humanos que tanto protegem os delinquentes, defendessem também com a mesma ênfase e o mesmo rigor os nossos idosos.

Seremos Fatalmente Os Velhos De Amanhã.
Quem cuidará de Nós?
Meus amigos(as) a todos um otimo Dia de muita Paz
Força Sempre
Abraços
Claudio Pacheco

2 comentários:

  1. OI CLAUDIO TAMBÉM ME PREOCUPO, O QUE SERÁ DE NÓS NA VELHICE, ALIÁS EU JÁ ESTOU BEM PERTO 58 ANOS. MAS TENHO QUE CUIDAR DOS FILHOS. E ME PERGUNTO. e EU?
    ABRAÇOS

    ResponderExcluir
  2. Olá, ótima reflexão sobre este assunto que é pouco divulgado, e que nos causa indignação. Vamos plantar hoje, o que queremos colher amanhã. Seremos os idosos do amanhã, se assim Deus permitir, então, porque o preconceito e o descaso? Respeito faz bem pra todo mundo!!

    Muita luz!
    Beijos!!♥

    ResponderExcluir