sábado, 25 de fevereiro de 2012

O que é o Amor?

Quem, neste mundo, ainda não desejou encontrar um manual, um livro que dissesse como fazer, o que dizer, de que maneira de comportar diante da pessoa amada ou de um sentimento confuso?!? Quem nunca desejou desesperadamente encontrar alguém que tivesse todas as respostas, que soubesse todas as regras?!?

É... desejo de todos nós... num daqueles momentos em que parece que tudo o que sabemos, tudo o que vivemos e tudo o que ouvimos de nada nos serve! Pois eu vou lhes dizer uma coisa: quando esse momento chegar em sua vida, agradeça ao Universo a oportunidade sublime que Ele está lhe dando...

Não conhecer as regras do amor é ótimo. Não ter todas as respostas é fundamental! Não saber o que fazer pode ser a sua grande chance. Simplesmente sinta, entregue-se e deixe acontecer. Confie na Sabedoria Divina, aceite as circunstâncias e “pague pra ver”!

Porque no final das contas, o amor é mesmo desregrado, desmedido, desvairado e muito despeitado. Chega como uma promessa de felicidade, mas vai, aos poucos, sabiamente, nos apontando cada um de nossos mais íntimos e secretos defeitos... como se, de repente, deixasse de ser felicidade...

No entanto, tenho descoberto, dia a dia, que há um propósito maior, uma lição escondida por trás do que já não parece mais ser felicidade, mas é! Felicidade é saber-se em processo de aprendizagem, é aceitar-se no caminho do crescimento... para somente então admitir-se egoísta, inseguro, ciumento, controlador, manipulador, chantagista, infantil e, ainda assim, superiormente digno de ser amado...

Porque não é preciso alcançar a perfeição para ser amado e nem para amar. Não é preciso ser sempre correto e sempre saber a resposta para ser, de verdade, feliz! Basta que saibamos que a felicidade está além do sorriso ou da lágrima, da alegria ou da dor... a felicidade é tudo o que somos, desde que nos aceitemos e aprendamos a nos acolher!

O amor é um caminho e um caminho só pode ser bom quando nos leva para dentro da gente mesmo. E quando a gente chega lá dentro, pode ver o quanto há para ser organizado, limpo, descartado, substituído e reformado... Portanto, para quando você não souber qual é a regra a ser seguida, compartilho com você o meu mantra pessoal:

“Eu ACEITO as circunstâncias como elas são!
Eu CONFIO na Sabedoria Divina!”

Rosana Braga
Meus amigos(as) desejo a todos um ótimo Dia  repleto de paz.
Abraços a todos
Claudio Pacheco

4 comentários:

  1. ótima postagem, é muito triste quando um amor se vai aos poucos.


    sucesso.


    visitem: http://oculossobreamesa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leandro a verdade todos nos temos uma maneira diferente de pensa, eu penso, q a partir no momento , q vc olha no espelho e se sentir o cara + mais amado do mundo, vc encontrou o Amor, E estará preparado então para amar o seu próximo.
      Abs
      Claudio Pacheco

      Excluir
  2. Cláudio, não entendi se o texto é seu ou da Rosana. Eu vejo o amor com outros olhos e quero lhe propor uma troca de experiencia para fazer valer o meu comentário. Me faça uma visita, leia e tire suas conclusões: http://mensagensoares.blogspot.com/2010/11/vida-de-casal-o-caminho-do-amor.html
    O amor não é um caminho e sim o próprio destino. A paixão é um caminho e muitas vezes nos leva a finais inusitados. Quem ama esquece, na proporção de seu amor, as suas próprias necessidades para se lembrar das necessidades do ser amado. Quem ama acompanha com carinho e atenção os detalhes da vida da pessoa amada. Para quem ama os defeitos são virtudes na proporção do entendimento. Que você possa amar e ser muito amado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A verdade todos nos temos uma maneira diferente de pensa, eu penso, q a partir no momento , q vc olha no espelho e se sentir o cara + mais amado do mundo, vc encontrou o Amor, E estará preparado então para amar o seu próximo.
      Abs
      Claudio Pacheco

      Excluir