sábado, 8 de novembro de 2014

Aceitar a dor assim como ela é


Primeiro tente entender o que significa a expressão “aceitação daquilo que é”. Buda depende muito dessa expressão.

Na linguagem dele, a palavra é tathata, aceitação daquilo que é. Toda a orientação budista consiste em viver essa palavra, em viver com essa palavra com tamanha profundidade que a palavra desaparece e você se torna a aceitação daquilo que é.

Por exemplo, você fica doente. A atitude de aceitação daquilo que é consiste em aceitar a doença e dizer a si mesmo, “Tal é o caminho do corpo” ou “É assim que as coisas são”. Não lute, não comece a travar uma batalha.

Depois que aceitar, depois que deixar de reclamar e parar de brigar, a energia passa a ser uma só por dentro. A ruptura se desfaz e muita energia passa a ser liberada, pois deixa de haver conflito e a própria liberação da energia passa a ser uma força de cura.

Algo está errado no corpo: relaxe, aceite isso e simplesmente diga para si mesmo, não só com palavras, mas sentindo profundamente: Tal é a natureza das coisas.

O corpo é um conjunto, muitas coisas se combinam nele. O corpo nasce e está propenso a morrer. Trata-se de um mecanismo complexo e há toda a possibilidade de uma coisa ou outra sair errada.

Aceite isso e não se identifique. Quando aceita, você fica acima, você transcende. Quando luta, você desce para o mesmo nível. Aceitação é transcendência. Quando aceita, você fica sobre uma colina e o corpo é deixado para trás.

Você diz, "Sim, tal é a sua natureza. O que nasce tem de morrer e, se tem de morrer, às vezes fica doente. Não é preciso se preocupar tanto" — fale como se isso não estivesse acontecendo com você, só acontecendo no mundo das coisas.

Esta é a beleza: quando não está lutando, você transcende e deixa de ficar no mesmo nível. Essa transcendência torna-se uma força de cura. De repente o corpo começa a mudar.

O mundo das coisas é um fluxo; nada é permanente ali. Não espere permanência! Se esperar permanência neste mundo onde tudo é impermanente, você provocará inquietação.

Nada pode ser para sempre neste mundo; tudo o que pertence a este mundo é momentâneo. Essa é a natureza das coisas, a aceitação daquilo que é.

Se você relutar em aceitar um fato, viverá o tempo todo na dor e no sofrimento. Se aceitá-lo sem nenhuma queixa, não num estado de impotência, mas de compreensão, trata-se de aceitação daquilo que é. Dali em diante você deixa de ficar preocupado e não existe mais problema.

O problema surgiu não por causa do fato, mas porque você não o aceitava da maneira como estava acontecendo. Você queria que ele seguisse os seus pensamentos.

Lembre-se, a vida não vai seguir você, você é que tem de segui-la. Com má vontade ou com alegria, a escolha é sua.

Se você seguir com má vontade, sofrerá. Se segui-la com alegria, você se tornará um buda e a sua vida se tornará um êxtase.

Osho, em "O Livro do Viver e do Morrer: Celebre a Vida e Também a Morte"
 Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Tarde.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

2 comentários:

  1. Bom dia CLAUDIO.
    Aceitar a dor como ele é...
    Mas tem dor que dói demais é aquela dor que não há alívio, a gente tem que se resignar e aceitar. Nada muda, só aumenta e com o tempo ela fica sendo a primeira pessoa, pois tudo que a gente vai fazer diz não sei se vou poder por causa da dor.
    A vida não é fácil, viver não é fácil, mas aceitar o que não tem remédio se pode, seria isso viver com dor eternamente enquanto vivo, o sofrimento valerá a pena. Muito complicado não é verdade, se realmente estamos falando da dor que não tem como solucionar.
    Desejando um lindo dia.
    Abraços sempre.
    ClaraSol

    ResponderExcluir
  2. Clara um tema complicado....Mas tem resposta...aqui falamos aceitação... dor amor..perda.. se vc aceita...o fluxo da vida continua normalmente...e claro que as vezes temos aquela dor de cabeça um remédio resolver sim...
    Agora indo mas profundo vc tem 6 meses de vida... vc sabe com alguns medicamentos vc poderá viver 1 ano e meio..porem terá que tomar vários remédios que deixaram vc na cama.. vc tb sabe com esses 6 meses de vida vc poderá viver teórica bem os 6 meses de vida não estou falando que ira ser fabuloso...tem dia que será difícil porem outros vc nem ira lembra na doença... a decisão e sua. Vc poder passar 6 meses de sua vida teoricamente bem ou passa 1 e meio de tratamento q será de muita dor para vc e sua família.
    Recente agora teve um caso de um jovem americana com câncer terminal ela aceitou a doença em partes...decidiu mudar para um estado onde a eutanásia e permitida...li a respeito o dia marcado era 01/11/2014...ela mesma se sentia bem alegre passou pela a cabeça da jovem prorrogar a data..Mas ela ñ quis..não condeno pessoas que faz isso tendo me por no local delas e saber o que passaria em minha cabeça...
    Nada pode ser para sempre neste mundo; tudo o que pertence a este mundo é momentâneo. Essa é a natureza das coisas, a aceitação daquilo que é.
    Espero ter ajudado
    Abs: Claudio Pacheco
    Obs: Ñ mude a sua forma de pensa lembre-se vc esta certa...sempre ira ter alguém que aparece para dizer eu não faria dessa forma..deixando a sua cabeça confusa...

    ResponderExcluir