domingo, 4 de maio de 2014

Quem está na direção de sua vida?


Quem está na direção de sua vida? Você!

Ao revisar a sua vida, perceba que tudo o que você viveu e experimentou fez de você esse ser lindo e maravilhoso! Tudo colaborou para trazer você até aqui: todas as dores, todas as conquistas, todas as pessoas, todas as experiências, tudo o que você viveu. Tudo isso deu a você competência para se tornar nessa pessoa boa, amorosa, inteligente e capaz.

Mesmo que você negue, o fato é que o seu comportamento sempre foi guiado pela reação instintiva à dor e ao prazer, sabia? Pode reparar. Por que que ao admitir que uma determinada comida ou bebida faz mal a você, e apesar disso, você contiua comendo e bebendo? Por que? Porque você é guiado pela maneira com que aprendeu a associar a dor e o prazer em sua vida.

E essas associações sempre determinaram o que você faria de sua vida.

Pois saiba que não é o intelectuo que exerce influência sobre você. Não! O que guia a sua vida são as suas emoções. Por exemplo: quando você se propõe a fazer uma dieta e acaba por ultrapassar os limites, experimentando sofrimento demais, você até pode resolver o problema no momento.

Para que toda mudança seja permanente, você deve tentar vincular a dor ao comportamento antigo. E o prazer ao comportamento novo, até que tudo seja corerente, viu? E deve se lembrar sempre que você sempre foi mais capaz de fazer muito mais coisas para evitar a dor do que para alcançar o prazer, viu? Mude isso!

Aprenda a condicionar sua mente, seu corpo e suas emoções a vincular dor ou prazer a qualquer coisa que desejar. E mude sua vida, seus comportamentos.

Você possui capacidade de fazer qualquer coisa mesmo! Observe algo que quer mudar em sua vida, um comportamento, por exemplo, ele pode não exercer essa capacidade porque talvez esteja condicionando seu corpo a sentir prazer por aquele comportamento ou por temer que se eliminasse da sua vida seria doloroso demais.

As pessoas que conseguiram se libertar de algo ruim em suas vidas, descobriram que aquilo mudou em um único dia: o dia em que de fato mudou o que aquele comportamento significava pra elas. A verdade é essa: que a gente está fazendo mais coisas para evitar a dor do que para alcançar prazer! Questione isso em você e cuide de sua vida como você sabe que precisa, tá?


Luis Carlos Mazzini

 Meus amigos(as) desejo a todos um ótimo Dia.
Muita Paz para todos.
Força Sempre
Claudio Pacheco

2 comentários: