quinta-feira, 22 de março de 2012

Não acredite que a vida é só amargura

Não lamente aquilo que passou
E nem chore o que o tempo desfez
Repare que o vento que foi nunca voltou
Mas um novo vento sempre sopra outra vez...

Não fique triste se ainda não conseguiu
Ser grande como tanta gente no mundo
Pois a estrela tão pequena que você nem viu
Também ajuda a iluminar o céu profundo...

Não pense que as coisas são impossíveis, nem o amor
E nunca desista de todo dia sempre lutar
Pois quando o outono derruba uma flor
A primavera coloca outra no lugar...

Não acredite que a vida é só amargura
E que as coisas nunca vão mudar
Repare que depois de uma noite escura
O sol volta de nova a brilhar...

E se tudo deu errado siga em frente
É preciso conformar sem ficar sofrendo
Pois o amor é como uma semente:
Se não der frutos acaba morrendo...
Autor: Paulo Ascânio de Sousa
Meus amigos(as) desejo a todos um ótimo Dia de muita Paz.
Abraços a todos
Claudio Pacheco

Nenhum comentário:

Postar um comentário