terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Um dia você acorda

Um dia você acorda e sente que já não é mais o mesmo, que o cheiro da vida mudou, que as antigas motivações não lhe servem mais, como roupas antigas e apertadas, desbotadas pelo uso excessivo.
Um dia você acorda e percebe que a luz está diferente, que os sons da vizinhança não lhe dizem mais respeito, que o som do seu coração está cansado das mesmas batidas na terra, seu coração está pedindo é para voar .Percebe que antigos sonhos estão voltando, mas não têm lugar naquele pouco espaço que lhes foi destinado, como uma revoada de passarinhos a fazer um barulho incrível no seu peito, batendo asas e soltando penas.
Você acorda e se dá conta do que não fez, de onde não chegou, dos arranjos e das coisas e gentes que usou para seu gozo, e no entanto, não conseguiu ser íntegro consigo mesmo.
Um dia acorda e percebe: decepcionado, quis crer em tantas crenças e doutrinas, se esforçou para agradar a gregos e troianos, disse "sim" quando queria dizer "não", e deixou de falar "não" tantas vezes que já não sabia mais qual era o seu querer, quais eram os seus sabores preferidos e a direção que escolheu caminhar.
Da mesma forma, acorda e percebe que estava com saudade da sua música, seus livros, seus segredos e seu ócio. Acorda e olha para o teto, vê possibilidades acima do teto; sorri, simpatizando-se com a aranha tecendo teimosa a despeito das estocadas diárias da vassoura.Sem se render, ela recomeça toda noite, e agora você se dá conta que existe a coragem de recomeçar.
Um dia você acorda e lembra que riu, comeu e sentou a mesa com gente que de fato nunca se importou, e você oferecendo seu melhor sorriso em troca de aceitação. Que bobagem. Lembra que não protestou diante de absurdos, recolhendo-se à boa educação de sempre. Lembra que deu o relógio para a pessoa errada, e deixou de abraçar por puro preconceito, e que não tentou mais uma vez.
Um dia você acorda cansado de dizer que está cansado de viver, e decide que vai correr o risco de recapitular suas teologias e filosofias.
Um dia. Um dia você acorda.
Helena Beatriz Pacitti
Meus amigos(as) desejo a todos uma ótima Noite repleta de paz.
Abraços a todos
Claudio Pacheco

3 comentários:

  1. Lindo poema Claudio! Que não deixa de retratar a face de uma alma cansada e adormecida, mas que em silêncio grita pelo o despertar de viver a sua mais pura essência.

    Uma boa noite regados com mais belos sonhos!
    Namastê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kátia tem muitas pessoas q acha q o mundo acabou pq o casamento acabou, namoro, ou perdeu o emprego.
      Essas pessoas tem que acorda para vida, e em primeiro lugar acreditar em si próprio, e ver q o mundo e uma porta aberta para descoberta de um novo caminho a seguir.
      Desejo a vc com todo carinho um dia repleto de paz.
      Namastê
      Bjos

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir